Fábio Lázaro
27/08/2020
16:31
Santos (SP)

O goleiro Éverson se mostrou arrependido de ter acionado judicialmente o Santos, pediu desculpas publicamente ao clube e será reintegrando ao Peixe.

O atleta não participa das atividades como grupo desde o dia 19 de julho, quando entrou com uma ação contra o Alvinegro Praiano na 5ª Vara da Justiça do Trabalho, solicitando a rescisão unilateral do seu contrato mais o pagamento de R$ 7,3 milhões por pendências financeiras alegadas.

– Atuar pelo clube foi, e é, a realização de um sonho, que, por alguns motivos, oi interrompido no mês passado, Tudo serve como aprendizado. Estou arrependido e quero recomeçar a minha história, dedicar e lutar por essa camisa, como fiz desde o primeiro dia no clube – escreveu o goleiro em suas redes sociais.

O jogador foi derrotado em primeira instância, em julgamento realizado na última segunda-feira (24), onde o juiz responsável afirmou que havia uma cláusula contratual que previa que o mérito fosse julgado apenas pela Câmara Nacional de Resoluções e Disputadas, órgão extrajudicial ligado à CBF.

Após o revés judicial, o empresário de Éverson, Edson Neto, afirmou ao “UOL Esporte” que acionaria a CNRD, mas conversas entre o Peixe e as partes, principalmente envolvendo o técnico Cuca, que falou diretamente com Éverson, a comissão técnica

Com a reintegração, Éverson disputará posição com Vladimir, que se tornou titular imediatamente após o camisa 22 acionar o Peixe na Justiça, e João Paulo, que iniciou as duas últimas partidas, por conta de uma lesão sofrida pelo “novo titular”, e se destacou, passando a brigar pela posição.

Everson - Santos
Éverson volta ao Santos após dois meses afastado (Foto: Ivan Storti/Santos)

O contrato de Éverson com o Peixe vai até dezembro de 2022, e o jogador sabe que no seu reinício pelo Alvinegro Praiano terá que reconquistar a confiança geral.

– Sei que precisarei reconquistar a confiança de mutia gente, especialmente dos torcedores do Santos, que sempre me apoiaram e campi, mas podem ter certeza que continuarão vendo um profissional extremamente dedicado, comprometido e com mais vontade vencer do que nunca – publicou.

Contratado em 2019, vindo do Ceará, o goleiro desbancou o ídolo santista, Vanderlei, hoje no Grêmio, e assumiu a titularidade no decorrer da temporada, a mantendo em 2020. Com 30 anos, tem 52 jogos pelo Peixe.