Ana Canhedo
24/11/2018
22:10
Santos (SP)

A partida não era decisiva, mas foi emocionante. Na Vila Belmiro, o Santos bateu o Atlético-MG, por 3 a 2, na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, na noite deste sábado. O jogo marcou não só a despedida do Renato dos gramados - em 2019, o volante assumirá um cargo diretivo no clube - como também foi o provável adeus de Gabriel, autor de um dos gols e suspenso da última rodada por ter levado o cartão amarelo.

Carlos Sánchez ainda recebeu cartão vermelho direto por falta em Elias. Os gols do Peixe foram marcados por Felippe Cardoso e pelo próprio uruguaio. O Atlético fez ambos com Ricardo Oliveira. Na última rodada, o time da casa visita o Sport, na Ilha do Retiro. O Galo recebe o Botafogo. Mesmo com a derrota, por enquanto, se manteve na sexta colocação.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO
> Clique aqui para ver

Vira-vira e artilharia
Bastaram 45 minutos contra o Atlético-MG para o Santos mostra uma eficiência perdida nos últimos cinco jogos. Um minuto e meio depois da bola rolar, Derlis González fez boa jogada pelo meio e conseguiu uma falta na meia-lua. Na cobrança, Carlos Sánchez praticamente colocou a bola no ângulo de Victor, abrindo o placar. O clima bom na Vila Belmiro, por pouco não acabou, quando Ricardo Oliveira aproveitou bom contra-ataque para enganar Vanderlei e empatar o jogo. Não foi suficiente para estragar o bom primeiro tempo da equipe santista.

Em três minutos, dois gols e a virada decretada. Diego Pituca e Felippe Cardoso protagonizaram boa jogada e, após passe do volante, o atacante driblou e chutou com força contra Victor, marcando o segundo gol. O terceiro teve gostinho de adeus. Depois de belo lance de Dodô, Gabriel marcou seu 18º gol com a camisa alvinegra no Campeonato Brasileiro. O artilheiro tirou a camisa na comemoração, vibrou no escudo do clube, e acabou amarelado. Estava pendurado e cumpre suspensão na próxima rodada. O Menino da Vila dificilmente seguirá no Santos para 2019.

Homenagens, atrasos e falhas
A rola rolou para a etapa final com 26 minutos de atraso. Fruto da transmissão de um vídeo em homenagem a Renato exibido no telão da Vila. Antes de passá-lo, o clube apagou os refletores do estádio e todos demoraram a religar. Com a bola em jogo, mais um gol de Ricardo Oliveira. Após cobrança de escanteio, Vanderlei saiu errado do gol e permitiu a bola chegada do camisa 9 do Galo. Ex-jogador do Santos, chegou ao quarto gol marcado no Alvinegro no ano.

Se a reta final do primeiro tempo havia sido inteira do Peixe, no segundo tempo o cenário mudou. O Galo impôs seu ritmo de jogo após o segundo gol de Ricardo Oliveira e teve chances para empatar. Com um jogo aberto, pior para o Sánchez. O uruguaio usou força excessiva para parar contra-ataque, derrubou Elias na intermediária e foi expulso com cartão vermelho direto. 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 2 ATLÉTICO-MG

Local
: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data-Hora: 24/11/2018 - 20h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Público/renda: 4.591 pagantes/R$ 89.946,50
Cartões amarelos: Diego Pituca, Alison, Dodô e Gabriel (SAN), Cazares (AMG)
Cartões vermelhos: Carlos Sánchez, aos 31'/2ºT (SAN)
Gols: Carlos Sánchez (1'/1ºT) (1-0), Ricardo Oliveira (16'/1ºT) (1-1), Felippe Cardoso (33'/1ºT) (2-1), Gabriel (36'/1ºT) (3-1), Ricardo Oliveira (7'/2ºT) (3-2)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Carlos Sánchez e Diego Pituca; Gabriel (Renato, aos 38'/2ºT), Derlis González (Copete, aos 38'/2ºT) e Felippe Cardoso (Rodrygo, aos 28'/2ºT). Técnico: Cuca.

ATLÉTICO-MG: Victor; Emerson, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Matheus Galdezani (Alerrandro, aos 37'/2ºT) e Elias; Luan (Lucas Cândido, 29'/2ºT), Cazares e Chará (David Terans, no intervalo); Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi.