André Sica, advogado do Palmeiras

André Sica destacou importância do acesso dado pela CBF à comunicação entre árbitro e VAR (Reprodução de TV)

Thiago Ferri
18/06/2019
13:59
Enviado a Salvador (BA)

O Palmeiras não esperava nada diferente da manutenção da vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, por unanimidade, em julgamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Segundo André Sica, advogado do clube, o ponto mais comemorado foi a chance de ouvir a comunicação entre o árbitro e a equipe de vídeo no jogo de 25 de maio, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

- O Palmeiras tem muita consciência do trabalho que faz. O departamento jurídico trabalha sempre muito forte. Não esperava nada menos do que a improcedência e a manutenção do resultado de campo - disse Sica, elogiando o STJD e a CBF por permitir a divulgação da conversa do árbitro Paulo Roberto Alves Junior com a equipe do VAR para marcar o pênalti sobre Deyverson, que definiu o triunfo palmeirense com Gustavo Gómez convertendo a cobrança.

- Precisamos parabenizar o tribunal pela condução do caso. De fato, o relator trouxe provas importantes para o caso, e a CBF forneceu o áudio do VAR, o que foi interessantíssimo. É importante parabenizar os árbitros pelo trabalho que fazem. Conseguimos ver nesse julgamento relevância, dificuldade e pressão que sofrem, o número de interferências. Foi um julgamento muito relevante para mostrar como se opera o VAR na sua intimidade. Foi bastante produtivo.

Depois de passar cerca de cinco meses em 2018 apontado uma interferência externa ilegal na derrota por 1 a 0 para o Corinthians, na final do Campeonato Paulista, e sem ter sucesso na causa, Sica vê no julgamento desta terça-feira mais uma vitória. O advogado aponta que não só o árbitro de vídeo está implantando, como pediu o clube, mas a comunicação acabou aberta.

- Significa muito para o Palmeiras. O Palmeiras buscou, desde o ano passado, que houvesse a aplicação do VAR de fato, não da interferência externa não-autorizada, mas interna e autorizada. Isso foi implementado. Uma bandeira forte do Palmeiras foi acatada. E dá mais alegria ao Palmeiras saber que, agora, temos acesso ao VAR, não abertamente e publicamente, mas em tribunais. Isso contribui muito com a clareza dos resultados de julgamento - falou o advogado, opinando sobre a complexidade de anulação de uma partida.

- Impugnação de partida é muito delicado. Precisa ter uma relevância muito grande para alterar o resultado de partida. As questões envolvidas em partida e a instabilidade do campeonato precisam se sobrepor a um mero erro irrelevante. Não sei se concordo com a impugnação, diria que não, mas a matéria foi muito interessante porque trouxe toda a intimidade do VAR, como funciona, mostrando uma dinâmica bem interessante. Sob o ponto de vista de instrução e conhecimento, foi extremamente importante - completou.