Copa do Brasil - Palmeiras x Santos - Fernando Prass (foto:AFP)

Prass defende pênalti na decisão da Copa do Brasil (Foto: AFP)

LANCE!
05/12/2015
08:25
São Paulo (SP)

Um título, cinco pênaltis defendidos (quatro deles em decisões) e 68 jogos. O ano de 2015 de Fernando Prass foi inesquecível para o goleiro, que bateu seu recorde de partidas em uma temporada pelo Verdão: em 2014, entrou em campo só 32 vezes, e em 2013, 55. Apesar dos números e as atuações destacadas em grandes jogos, como na semi e na final da Copa, o camisa 1 ainda se vê longe dos principais ídolos da meta palmeirense.

- Acho que os primeiros seis meses foram ininterruptos, toda coletiva tinha pergunta (sobre substituir o Marcos), e eu dizia que vinha para construir meu espaço. Agora surgem de novo, mas mais positivamente. Toda e qualquer comparação não acho legal. Ainda mais com ele, é complicado. Não dá para querer começar a comparar, pela história e por tudo que conquistou no Palmeiras - analisou o arqueiro, na sexta-feira.

Prass tem 155 jogos com a camisa do Verdão e contrato até o fim de 2017. Caso mantenha o ritmo desta temporada nas duas seguintes, o jogador pode chegar a perto de 280 jogos com a camisa alviverde. Isto ainda lhe deixaria na briga pelo 'top-7' entre os goleiros que mais atuaram pelo clube. Até por isso, ele ainda não se vê no mesmo patamar de grandes ídolos, como o próprio Marcos, Leão, Velloso e Oberdan Cattani, que estão entre os que mais atuaram.

- De repente daqui a quatro, cinco anos. São nomes de peso, é gente graúda - completou Prass, aos 37 anos, já imaginando ficar até mais do que o atual contrato.

PÊNALTIS DEFENDIDOS POR PRASS EM 2015:

- Corinthians:
Pegou os chutes de Elias e Petros na decisão por pênaltis da semifinal do Paulista. As defesas classificaram o Palmeiras à final do Estadual.

- Cruzeiro: Foi o único que o goleiro defendeu no decorrer de um jogo. O camisa 1 pegou a cobrança de Marinho, mas ainda assim não evitou a derrota por 2 a 1 no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro.

- Fluminense: Depois de fazer uma grande defesa no chute de Fred, no fim do jogo, defendeu a cobrança de Gustavo Scarpa na semifinal da Copa do Brasil. Depois disto, o time avançou para a segunda decisão do ano.

- Santos: O auge da temporada. Além da defesa no pênalti de Gustavo Henrique, o camisa 1 converteu a última cobrança da decisão de quarta-feira, em que garantiu o tricampeonato da Copa do Brasil.

Palmeiras x Santos
Prass comemora o título na quarta (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)


Lista dos goleiros que mais jogaram pelo clube:


1º - Leão: 618 jogos
2º - Marcos: 532 jogos
3º - Valdir Joaquim de Morais: 481 jogos
4º - Velloso: 455 jogos
5º - Oberdan Cattani: 351 jogos
6º - Sérgio: 334 jogos
7º - Gilmar: 289 jogos
8º - Primo: 175 jogos
9º - Fernando Prass: 155 jogos
10º - Jurandyr: 133 jogos