Gabriel Rodrigues
30/07/2019
23:42
São Paulo (SP)

O Palmeiras está nas quartas de final da Libertadores. Com direito a goleada e “olé”, o Verdão fez 4 a 0 no Godoy Cruz, nesta terça-feira, no Allianz Parque, espantou a má fase e passou das oitavas da competição continental. Após o empate sem gols no primeiro tempo, Raphael Veiga, Borja, Scarpa e Dudu marcaram para o Verdão na volta do intervalo e garantiram a classificação com uma atuação melhor.

Na próxima fase, o Palmeiras vai pegar o vencedor de Libertad e Grêmio, que se enfrentam na quinta-feira. No primeiro jogo, o Tricolor gaúcho fez o 2 a 0 em casa. Pelo Brasileiro, o Verdão volta a campo no domingo, às 19h, contra o Corinthians, em Itaquera.

Começo ruim
O Palmeiras teve mais um começo de jogo ruim e um primeiro tempo para esquecer na partida desta terça-feira. Errando muitos passes, o Verdão não conseguiu criar nenhuma chance muito clara de gol durante todos os primeiros 45 minutos de jogo. Mesmo dominando o duelo e ficando muito no campo de ataque, trocando passes, não conseguiu infiltrar com qualidade na área do Godoy Cruz, que apostava nos contra-ataques, mas também não foi efetivo.

Borja bem em campo
Em meio a uma atuação ruim coletivamente, quem se destacou em campo pelo lado do Palmeiras no primeiro tempo foi o centroavante Borja. Ele teve uma finalização de cabeça, aos 10 minutos, mas mandou por cima do gol. Além disso, brigou bastante pela bola e, nas vezes em que a recebeu com qualidade, fez bem o pivô e distribuiu alguns bons passes. Foi o que mais apareceu em campo e até foi aplaudido pela torcida em alguns lances.

VAR em ação
O Palmeiras começou o segundo tempo com outro ânimo. E mostrando mais qualidade. Logo aos três minutos, o Verdão assustou em uma cabeçada de Gustavo Gómez, defendida por Mehring. Aos seis, Borja foi lançado na área e, na disputa, a bola bateu no braço do zagueiro Varela. Após consulta ao VAR, o árbitro Esteban Ostojich marcou pênalti. Raphael Veiga cobrou com muita qualidade e força para marcar o primeiro gol do Verdão na partida.

Pressão alviverde
Depois do gol marcado, o Palmeiras seguiu pressionando o adversário e conseguiu criar mais chances de gol. Borja, Scarpa e Felipe Melo tiveram oportunidades em sequência e estiveram perto de marcar. E, depois de muito tentar, o atacante colombiano conseguiu fazer o seu gol. Weverton fez um lançamento longo, a zaga e o goleiro do Godoy Cruz se atrapalharam, e Borja ficou com a sobra e finalizou para o gol vazio.

Virou passeio
Já com a vaga nas mãos, o Palmeiras começou a se aproveitar dos espaços deixados pelo Godoy Cruz em campo. Depois de mandar uma na trave, num belo chute da entrada da área, Scarpa, na sua terceira finalização, conseguiu deixar o seu. Dudu recebeu pelo lado direito e cruzou para a área. O meia chegou batendo e marcou o terceiro do Palmeiras na partida.

Após a expulsão de Manzur, do Godoy Cruz, por conta de entrada violenta em Dudu, o Palmeiras ficou com mais espaço ainda. Garçom do terceiro gol, Dudu também deixou o dele no final. E em mais um contra-ataque. Diogo Barbosa deu um bom passe para o atacante, que bateu forte na saída do goleiro, para marcar o quarto do Verdão e carimbar a vaga para as quartas de final.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 0 GODOY CRUZ


Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data-Hora: 30/7/2019 - 21h30
Árbitro: Esteban Ostojich (URU) - Nota LANCE!: 5,0, errou na marcação do pênalti que gerou o primeiro gol do Palmeiras.
Assistentes: Richard Trinidad (URU) e Gabriel Popovits (URU)
Árbitro de vídeo: Gery Vargas (BOL)
Gramado: Bom
Público/Renda: 35.666 torcedores/R$ 2.515.490,05
Cartão amarelo: Bruno Henrique e Raphael Veiga (PAL), Cardona e Varela (GOD)
Cartão vermelho: Manzur (GOD)

GOLS: Raphael Veiga, 13'/2ºT (1-0), Borja, 28'/2ºT (2-0), Gustavo Scarpa, 38'/2ºT (3-0), Dudu, 48’/2ºT (4-0)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa, 19'/2ºT); Dudu, Willian (Hyoran, 23'/2ºT) e Borja (Deyverson, 31'/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GODOY CRUZ: Mehring; ​Arena (Pietro, 16'/2ºT), Varela, Cardona e Breitenbruch; Andrada, Gutiérrez, Bullaude e Brunetta (Manzur, 26'/2ºT); Merentiel e Morro García. Técnico: Lucas Bernardi.