Treino Palmeiras

Palmeiras acumula números na temporada que o deixa otimista para se classificar no Beira-Rio (Agência Palmeiras)

Thiago Ferri e William Correia
17/07/2019
08:00
São Paulo (SP)

Logo na terceira partida após a pausa dos torneios por conta da Copa América, o Palmeiras já encara uma decisão nesta quarta-feira: às 21h30, enfrenta o Inter, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Se não perder, a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari se classifica para as semifinais, e não faltam números no ano para encher a torcida de otimismo.

Como ganhou o confronto de ida, na quarta-feira passada, por 1 a 0, no Allianz Parque, o Verdão adquiriu a vantagem de avançar vencendo ou empatando. Como balançar as redes fora de casa não vale como critério de desempate, uma derrota por um gol de diferença, qualquer que seja o placar, leva a definição do classificado para os pênaltis, enquanto qualquer vitória colorada por um placar superior dá aos gaúchos a sequência na competição.

Mas o desempenho do atual líder do Campeonato Brasileiro e dono da melhor campanha da Libertadores torna a tarefa dos anfitriões desta noite bastante complicada. O LANCE! aponta abaixo quatro motivos para o palmeirense se encher de otimismo para o decisivo confronto:

Só sofreu mais de um gol em dois jogos
A conhecida força defensiva do Palmeiras de Felipão é um grande trunfo em Porto Alegre. O time sofreu 12 gols em 36 partidas​, o que aponta média de ter a rede balançada uma vez a cada três partidas. Além disso, para avançar direto, o Inter terá de fazer, ao menos, dois gols, o que aconteceu apenas duas vezes contra o Verdão em 2019: na vitória por 3 a 2 sobre o Ituano, em 27 de fevereiro, pelo Campeonato Paulista, no Allianz Parque, e na derrota por 2 a 1 para o Guarani, em amistoso disputado em Campinas, no último dia 3.

Há três meses faz gol em todos os jogos
Além de ser firme na defesa, o Palmeiras possui um ataque eficiente. A última vez que o time passou um jogo sem balançar as redes foi no 0 a 0 diante do São Paulo, no Allianz Parque, em 7 de abril, pelas semifinais do Paulista - a equipe acabou eliminada nos pênaltis. Nesses três meses, foram 31 gols em 16 jogos, ou quase dois por partidas em média. Se mantiver a sequência e marcar no Beira-Rio, o Verdão dará um passo importante para se classificar.

Luan e Gustavo Gómez estarão juntos
O Palmeiras sofreu gol em seus três últimos jogos fora de casa (na vitória por 2 a 1 sobre a Chapecoense e no empate por 1 a 1 diante do São Paulo, ambos pelo Brasileiro, e na derrota por 2 a 1 no amistoso contra o Guarani). Mas em nenhum deles o time contou com a dupla de zaga que atuará nesta noite.

Juntos, Luan e Gustavo Gómez estão há exatos 1159 minutos sem deixar as redes do Palmeiras serem balançadas. A última vez que isso ocorreu foi em 2 de fevereiro, na derrota por 1 a 0 para o Corinthians, pelo Paulista. Nesses cinco meses, os dois completaram 12 partidas atuando lado a lado e com 100% de eficiência na proteção ao goleiro. Mantiveram essa marca, inclusive, em dois jogos contra o Inter, pelo Brasileiro e na ida da Copa do Brasil, ambos vencidos por 1 a 0 pelo Palmeiras, no Allianz Parque.

Não perdeu por mais de um gol de diferença em 2019
A última derrota do Palmeiras por mais de um gol de diferença ocorreu há exatos 266 dias: 2 a 0 para o Boca Juniors, na Bombonera, em 24 de outubro, na ida das semifinais da Libertadores - o Verdão acabou eliminado. Foi a única vez que o time perdeu por placar com essa desvantagem nesta passagem de Scolari, iniciada há quase um ano.

​Em 2019, o Palmeiras tem somente três derrotas em 36 partidas. A mais recente foi no amistoso diante do Guarani, que venceu por 2 a 1 no dia 3, em Campinas. Em compromissos oficiais, o último revés tem mais de três meses: 1 a 0 para o San Lorenzo, em 2 de abril, na Argentina, pela Libertadores.