Palmeiras

O Palmeiras venceu o Delfín por 3 a 1 na ida das oitavas de final da Libertadores (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

LANCE!/NOSSO PALESTRA
26/11/2020
16:15
São Paulo (SP)

O Palmeiras venceu, na última quarta-feira (25), o Delfín por 3 a 1 na primeira partida das oitavas de final da Libertadores e essa vitória marcou o fim de mais um tabu na competição continental, dado que o Verdão não vencia no Equador há 25 anos.

A última partida vencida pelo Palmeiras em solo equatoriano foi contra o Emelec, em 1995, pela fase de grupos da competição continental. Os gols da equipe, que era treinada por Valdir Espinosa, foram marcados por Roberto Carlos, que anotou dois tentos, e Rivaldo.

A escalação palestrina na partida contava com: Velloso, Índio, Antônio Carlos, Tonhão e Roberto Carlos; Amaral, Mancuso, Flávio Conceição e Paulo Isidoro; Rivaldo e Maurílio (Daniel Frasson).

Rivaldo - Palmeiras
Rivaldo marcou um dos gols na vitória sobre o Emelec (Foto: ORLANDO KISSNER/AE)

´>Confira o chaveamento da Libertadores 2020

Na atual edição da principal competição do continente Sul-Americano, o Verdão encerrou este tabu, vencendo o Delfín, em Manta, com gols de Gabriel Menino, Rony e Zé Rafael. Além disso, a equipe bateu também o Bolívar em La Paz, sendo o primeiro time brasileiro a conseguir este feito em 37 anos.

No retrospecto geral, o Alviverde leva vantagem no Equador. Em 11 confrontos no país, a equipe brasileira saiu vitoriosa cinco vezes e contabilizou, no total, 51% de aproveitamento. Além disso, o time paulista marcou 22 gols e sofreu 14.

O maior campeão nacional entra em campo novamente pela Libertadores na próxima quarta-feira (02), às 19h15, contra o Delfín, no Allianz Parque. O Verdão, após vencer a primeira partida das oitavas de final por 3 a 1, busca a classificação para a próxima fase da competição, podendo perder por até um gol de diferença.