Gabriel Menino Palmeiras

Gabriel Menino destaca importância de treino físico para maratona de jogos no ano (Agência Palmeiras/Divulgação)

LANCE!
06/07/2020
19:52
São Paulo (SP)

Depois da folga de domingo, o Palmeiras se reapresentou nesta segunda-feira para uma hora e meia de atividades físicas na Academia de Futebol. Trabalhos realizados ainda sem a presença do técnico Vanderlei Luxemburgo e de jogador, com identidade ainda mantida sob sigilo, porque ambos foram contaminados pelo coronavírus e, por isso, repousam em suas casas.

O primeiro trabalho do dia teve o elenco dividido em dois grupos. Um deles se treinava fisicamente com ênfase nas regiões abdominal e lombar, principalmente, enquanto outro fazia exercícios de força. Depois, ocorreram corridas intervaladas no gramado. A última atividade no dia foi na caixa de areia, com práticas comandadas pelos profissionais responsáveis pela preparação física do Núcleo de Saúde e Performance do clube.

- Os treinos físicos intensos são importantes já pensando na volta aos jogos, pois este ano deverá ser uma maratona. Tenho certeza de que quando tudo voltar estaremos todos muito bem preparados - comentou o meio-campista Gabriel Menino, de 19 anos, que atuou em nove partidas nesta temporada.

Luxemburgo deve ficar afastado até a próxima semana, já que o exame que detectou a COVID-19 foi realizado na sexta-feira e, desde sábado, ele passou a se ausentar dos trabalhos no centro de treinamento. Já o jogador que está com o vírus no momento teve a contaminação detectadas em teste feito na segunda-feira e, desde quarta, não trabalha na Academia. Os dois estão assintomáticos, como ocorreram em todos os casos no clube até agora.

O Palmeiras teve cinco casos de COVID-19 entre os 30 atletas do plantel, todos assintomáticos. Há duas semanas, outros três também tiveram a doença, mas já estavam recuperados. Um jogador, contudo, não participou das avaliações físicas da semana passada por estar contaminado, mas se recuperou e tem trabalhado no centro de treinamento desde segunda-feira.

O clube mantém a estratégia de não revelar os contaminados. Como já faz desde a semana passada, não divulgará as imagens de todos os jogadores presentes nas atividades na Academia de Futebol, para que não se desconfie de quem está ausente. Os primeiros testes também indicaram que um funcionário do clube, que não faz parte do elenco, teve a COVID-19 antes da reapresentação, mas se recuperou. Agora, outros dois estão afastados.