Delegação de judô em Guarulhos (Foto: Gaspar Nóbrega/COB)

Delegação de judô em Guarulhos (Foto: Gaspar Nóbrega/COB)

LANCE!
22/07/2021
04:38
Tóquio (JAP)

O sorteio das chaves das 14 categorias do judô nos Jogos Olímpicos de Tóquio foi realizado nesta quinta-feira, e os brasileiros conheceram o seu caminho em busca da medalha. Devido à pandemia, o evento não pôde contar com a tradicional presença dos treinadores e chefes de equipe. Rafael Silva, o Baby (+100kg), escapou da lenda francesa Teddy Riner pelo menos até a semifinal.

Eduardo Yudy levou a pior e irá enfrentar Sagi Muki (ISR), o melhor do mundo na categoria 81 kg, logo na primeira luta. Larissa Pimenta (52kg) terá uma missão dura na sua segunda luta, quando enfrenta a japonesa Uta Abe, uma das favoritas ao ouro. Maria Suelen Altman (+78kg) se livrou de sua maior rival, a cubana Idalys Ortiz, pelo menos até a semi.

Na competição por equipes, o Brasil ficou como cabeça de chave número 3, logo atrás de Japão e França. O que significa que a delegação saiu de bye na primeira rodada e disputará contra o vencedor de Holanda x Uzbequistão.

As lutas terão início no dia 23 de julho às 23h (de Brasília), com os pesos ligeiros, prosseguindo para o bloco final na madrugada do dia 24. A programação segue a mesma com uma categoria de peso, tanto feminina, quanto masculina por dia.

O Brasil levou 13 judocas para os Jogos Olímpicos este ano com promessa de medalhas, sendo 7 atletas no masculino e 6 no feminino. Eles já estão no Japão desde o dia 13 de julho.

Mas houve um contratempo, pois oito funcionários de um hotel da cidade de Hamamatsu, onde a equipe foi hospedada, foram diagnosticados com o novo corona vírus, segundo uma autoridade municipal. No entanto, os membros da delegação incluindo os atletas de judôs estão separados dos outros hóspedes, e não foram infectados.

Para chegar ao bloco final de disputas (repescagem, semifinal, bronze e final), os atletas precisam avançar, no mínimo, até as quartas-de-final. Os vencedores avançam às semifinais e os perdedores caem para a repescagem pelo bronze. Passando pela repescagem, o atleta se classifica para lutar por um dos bronzes da categoria (são dois, em todos os pesos). E aquele que cair na semifinal, vai direto para a disputa de bronze com o vencedor da repescagem.

Primeiras lutas no feminino 
48kg - Gabriela Chibana x Harriet Bonface (Malawi)
52kg - Larissa Pimenta x Agata Perenc (Polônia)
63kg - Ketleyn Quadros x Cergia David (Honduras)
70kg - Maria Portela x Nigara Shaheen (Time de Refugiados)
78kg - Mayra Aguiar (Bye) - Espera vencedora de Munkhtsetseg Otgon (Mongólia) x Inbal Lanir (Israel)
+78kg - Maria Suelen Altheman (Bye) - Espera vencedora de Anamari Velensek (Eslovênia) x Nina Cutro-Kelly (EUA)

Primeiras lutas no masculino
60kg - Eric Takabatake x Soukphaxay Sithisane (Laos)
66kg - Daniel Cargnin x Mohamed Abdelmawgoud (Egito)
73kg - Eduardo Barbosa x Guillaume Chaine (França)
81kg - Eduardo Yudy x Sagi Muki (Israel)
90kg - Rafael Macedo x Islam Bozbayev (Cazaquistão)
100kg - Rafael Buzacarini x Toma Nikiforov (Bélgica)
+100kg - Rafael Silva Baby (Bye) - Espera o vencedor de Ushangi Kokauri (Azerbaijão) x Mathias Sarnacki (Polônia)