Bruno Fratus

Bruno Fratus conquistou a medalha de bronze nos 50m livre na natação (Satiro Sodré)

LANCE!
08/08/2021
03:46
Tóquio (JAP)

A postura da Seleção Brasileira olímpica de futebol na cerimônia de premiação da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio segue rendendo polêmica. No último sábado, ao subir ao pódio, os jogadores não utilizaram o agasalho completo do Time Brasil, o que gerou inúmeras críticas. Uma delas foi do nadador Bruno Fratus, medalhista de bronze nos 50m livre na Olimpíada realizada no Japão.

+ Hebert Conceição sobre 'arapuca' para ucraniano na luta do ouro

- A mensagem foi clara: não fazem parte do time e não fazem questão. Também estão completamente desconexos e alienados às consequências que isso pode gerar a inúmeros atletas que não são milionários como eles - escreveu o nadador nas redes sociais.

O Time Brasil é patrocinado pela PEAK Brasil, companhia de origem chinesa, enquanto a CBF tem como fornecedora de uniforme a Nike. Vale ressaltar que o contrato com o COB prevê a obrigatoriedade do uso das roupas da Peak na Vila Olímpica, em viagens, nos pódios, e, também, nas cerimônias. Na premiação deste sábado, os jogadores da Seleção estavam com a calça, mas a parte de cima do agasalho amarrado na cintura.

+ Bia Ferreira é derrotada na final e fica com a prata nos Jogos Olímpicos

Mais cedo, o COB também repudiou o ato dos jogadores da Seleção Brasileira:

"O Comitê Olímpico do Brasil repudia a atitude da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e dos jogadores da seleção de futebol durante a cerimônia de premiação do torneio masculino.

No momento, as energias do Comitê estão totalmente voltadas para a manutenção dos trabalhos que resultaram na melhor participação brasileira na História das Olimpíadas.

Por este motivo, apenas após o encerramento dos Jogos o COB tornará públicas as medidas que serão tomadas para preservar os direitos do Movimento Olímpico, dos demais atletas e dos nossos patrocinadores".