Arthur Nory - Barra Fixa (Ouro)

Arthur Nory já passou por outras intervenções cirúrgicas ao longo da carreira (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

LANCE!
23/05/2020
16:55
Rio de Janeiro (RJ)

Com o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021 por causa da pandemia, o ginasta Arthur Nory aproveitou para passar por uma artroscopia no ombro esquerdo. A cirurgia foi realizada nesta sexta no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e foi bem sucedida. Os ortopedistas Breno Schor e Benno Ejnisman foram responsáveis por fazer a intervenção cirúrgica no atual campeão mundial na barra fixa.

O atleta deve receber alta neste sábado e decidiu operar o ombro para chegar 100% nos jogos de Tóquio, em 2021. Ao longo da semana, ele vai iniciar a reabilitação e deve retomar as atividades físicas em cerca de 20 dias. Contudo, como o ombro é bastante exigido na ginástica, Nory deve voltar aos treinos da modalidade apenas após de quatro a seis meses.

- Nory apresenta quadro doloroso no ombro esquerdo, que vem sendo tratado clinicamente há um ano. Realizou tratamento com terapia por ondas de choque, infiltração guiada por ultrassom, fisioterapia, repouso relativo e medicações, sem contudo apresentar melhor significativa - afirmou a Confederação Brasileira de Ginástica (CGB)

Ao longo da carreira, o ginasta já passou por outras cirurgias. Esse é o oitavo procedimento do atleta, mas apenas o primeiro no ombro esquerdo. Ele já operou o tornozelo direito, o dedo indicador da mão esquerda e o olho direito, além de três cirurgias no ombro direito.

Confira o Boletim médico de Arthur Nory divulgado pela Confederação Brasileira de Ginástica (CGB)

“Arthur Nory Mariano deverá receber alta hospitalar neste sábado. O ginasta foi submetido a artroscopia do ombro esquerdo no Hospital Israelita Albert Einstein nesta sexta-feira. O procedimento foi executado pelos ortopedistas Breno Schor e Benno Ejnisman.

Segundo relatório médico assinado por Schor, o procedimento transcorreu bem, conforme o planejado, sem apresentar intercorrências.

O início da reabilitação está previsto para a próxima semana. Estima-se que em três semanas os treinos físicos serão retomados. Já o início dos treinos completos de ginástica, sem restrição, deve ocorrer num prazo entre quatro e seis meses.“