Maria Portela é prata no Grand Prix de Judô de Antalya

Dovulgação/IJF

LANCE!
06/04/2019
15:11
Antalya (TUR)

A judoca brasileira Maria Portela conquistou a prata do Grand Prix de Antalya, na Turquia. Durante a manhã deste sábado, Portela venceu três lutas nas preliminares, mas sofreu o ippon na final com a grega Elisavet Teltsidou.

Atual número 10 do mundo e cabeça de chave número um em Antalya, Portela estreou já nas oitavas-de-final com uma vitória nas punições sobre Aleksandra Samardzic, da Bósnia e Herzegovina. Nas quartas, derrotou a eslovena Anka Pogacnik com um waza-ari e avançou às semifinais.

Na semi, a brasileira encarou um duelo pan-americano contra a venezuelana Elvismar Rodriguez e levou a melhor, projetando a adversária por ippon para chegar à final do Grand Prix. Na decisão, Maria conseguiu forçar duas punições à adversária e neutralizar as tentativas de ataque nos primeiros minutos. No entanto, a grega conseguiu achar um espaço e encaixou o golpe perfeito para ficar com a medalha de ouro.

- Esse Grand Prix tinha boas adversárias, estava um pouco mais forte do que o de Tbilisi (Geórgia). Eu fiz uma tática e consegui aplicá-la durante as lutas. Estou saindo feliz, apesar de ter perdido a final. Estou feliz por estar no pódio mais uma vez. Tem um longo caminho até 2020, mas cada passo é importante -avaliou Portela.

Esta foi a segunda medalha do Brasil na competição. Na sexta, Larissa Pimenta conquistou o bronze no meio-leve feminino (52kg).

Além de Portela, a judoca Alexia Castilhos (até 63kg) também competiu pelo Brasil, mas terminou em sétimo lugar após cair na repescagem para a também venezuelana Ariquelis Barrios. Ellen Santana, que vinha de dois ouros nos Abertos de Lima e Santiago, caiu na primeira luta para a campeã europeia Kim Polling, da Holanda.

Entre os homens, Eduardo Yudy (81kg) e Marcelo Contini (73kg) estrearam com vitórias, mas pararam nas oitavas-de-final. O GP foi marcado pela estreia do novato Guilherme Schimidt (81kg), de apenas 18 anos, em competições sênior do Circuito Mundial IJF. Ele encarou o azeri Murad Fatiyev, também de 18 anos, e acabou perdendo nas punições.

Neste domingo, o Brasil voltará a ser representado no tatame por Beatriz Souza (+78kg), Rafael Macedo (90kg), Gustavo Assis (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg), Rafael Buzacarini (100kg) e David Moura (+100kg).