Fla Super8

Flamengo superou Franca e tornou-se o primeiro campeão do Super 8 (Foto: Divulgação/Twitter)

LANCE!
29/12/2018
15:49
Franca (SP)

Pressão? Que nada! Diante de um estádio lotado fora de casa, o Flamengo se impôs, foi melhor que o Franca e levantou o troféu da Copa Super 8, torneio que reúne os oito primeiros colocados do primeiro turno do NBB (Novo Basquete Brasil).

No placar, vitória carioca por 79 a 75 em uma partida eletrizante, que por pouco não teve uma reviravolta nos minutos finais. Este foi apenas o segundo tropeço dos paulistas no Pedrocão na temporada 2018/19; o outro tinha sido para o Botafogo nas rodadas iniciais do NBB.

Em termos individuais, vale destacar as atuações de Franco Balbi, cestinha do confronto e principal jogador do Flamengo - foram 20 pontos, seis rebotes e quatro assistências. Marquinhos, com 15 pontos e sete rebotes, e Varejão, com 16 pontos e seis rebotes, também não ficam para trás.

Do lado do Franca, o maior pontuador foi Hettsheimeir, com 16 pontos. Alexey foi o jogador com maior número de rebotes e assistências na partida, com 12 e nove, respectivamente.

Primeiro tempo
O primeiro período viu Franca e Flamengo terem rendimentos opostos nos arremessos: enquanto os paulistas foram melhores nos dois pontos (55% contra 50% do Flamengo), os cariocas se deram melhor nos arremessos de três pontos (50% contra 37% do Franca).

Perto do minuto final, o Flamengo melhorou sua consistência defensiva e se lançou com sucesso ao garrafão adversário, abrindo oito pontos de vantagem (17-25) sobre o Franca. O técnico Helinho Garcia pediu tempo e viu os donos da casa diminuírem a diferença - em linda jogada de três de Hettsheimeir -, mas terminou o primeiro período em desvantagem.

E nenhum dos técnicos fez questão de esconder seu nervosismo. Tanto Helinho Garcia quanto Gustavo de Conti eram constantemente vistos aos gritos na beira da quadra - o comportamento dos treinadores gerou, inclusive, uma breve advertência da arbitragem na virada do primeiro para o segundo período.

O começo do segundo período foi marcado especialmente pelos "tocos" e rebotes defensivos de ambos os lados. Deryk acertou bola de três para o Rubro-Negro no começo, mas o placar só voltou a mudar (novamente em favor dos cariocas) quase dois minutos depois.

Depois, só deu Flamengo: o Rubro-Negro manteve a postura que lhe rendeu a melhor defesa do campeonato, soube administrar a pressão e deslanchou no ataque. O Franca até que tentou, mas não conseguiu furar a defesa carioca. Lances pontuais levaram os donos da casa a 27 pontos, mas ainda com 13 de desvantagem em relação aos visitantes, que fecharam o primeiro tempo com 40 pontos marcados.

Segundo tempo
O Franca voltou mordido e disposto a reduzir ao máximo a diferença para o Flamengo. A equipe paulista retomou a concentração e viu o aproveitamento ofensivo subir. No primeiro tempo, era claro o impacto dos tropeços até mesmo para o rendimento da defesa. Os donos da casa se impuseram e não conseguiram diminuir a vantagem para menos de dez pontos - mas "venceram" seu primeiro período na partida, fechando com 24 pontos marcados contra 22 do Flamengo.

O ginásio Pedrocão, mais calado no primeiro tempo, voltou a aparecer com a força do "sexto jogador" (termo usado para descrever a torcida no basquete) próximo do fim. Cada arremesso era comemorado - as arquibancadas vieram abaixo quando Cipolini acertou arremesso de três e levou o Franca a 64 pontos contra 67 do Flamengo. 

E quando parecia que uma virada estava por vir, a equipe paulista se enrolou com a bola, escorregou no meio da quadra e deixou a posse com o Flamengo. Balbi acertou incrível arremesso de três pontos, ampliou a vantagem para o Rubro-Negro (78 a 72) e praticamente sacramentou a vitória no minuto final da Copa Super 8. Por fim, o placar terminou 79 a 75 para os cariocas, garantindo o título da equipe da Gávea na primeira edição da Copa Super 8.

Torneio dá vaga na segunda Liga das Américas de 2019
Por ter sido campeão da Liga Sul-Americana, o Franca já estava classificado à Liga das Américas - porém, a vaga era para a edição do primeiro semestre de 2019. O troféu do Super 8 também deu uma vaga ao Flamengo para o principal torneio de basquete do continente, mas para a competição do segundo semestre (que terminará em 2020 e terá, além do campeão do Super 8, os dois finalistas do NBB). Em 2018, o Rubro-Negro caiu na semifinal da Liga Sul-Americana de basquete.

Até 2019!
Após o término do Super 8, o basquete brasileiro só retoma suas atividades em janeiro de 2019. O segundo turno do NBB começa já na primeira semana do ano, com o duelo entre Paulistano e Corinthians no dia 5 de janeiro. Franca e Flamengo só voltam às quadras no dia 12, para encarar Basquete Cearense e Corinthians, respectivamente.