CEO da McLaren vê ‘ambiente tóxico’ na Red Bull: ‘Não são tão fortes quanto já foram’

Zak Brown analisou as dificuldades dentro e fora das pistas da Red Bull em 2024

063_2156508220-scaled-aspect-ratio-512-320
Zak Brown é o CEO da McLaren (Foto: CLIVE ROSE / AFP)

Escrito por

Líder dos dois Mundiais da Fórmula 1 neste momento, a Red Bull vive um 2024 bem diferente do domínio absurdo que exerceu na categoria em 2023. Ainda que Max Verstappen siga como o grande nome do campeonato, a equipe austríaca já viu McLaren e Ferrari arrebatarem vitórias e precisou lidar com uma situação completamente fora do normal externamente, com a acusação de comportamento inapropriado sobre o chefe Christian Horner, além da saída do projetista Adrian Newey depois de 20 anos. Em meio a tudo isso, Zak Brown, CEO da equipe inglesa, vê um ambiente negativo em torno dos taurinos.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

- A Red Bull tem um ambiente bem tóxico neste momento - disparou Brown no podcast Hot Pursuit, do canal Bloomberg.

- Há mais para acontecer. A saída de Newey é importante, porque acho que muitas pessoas na Red Bull começaram trabalhando para ele. Eu já havia dito que muitos currículos estavam circulando - afirmou.

- Isso acontece o tempo todo, mas você vê um nível maior de desconforto. Também acho que, no futuro, será mais difícil com patrocinadores, porque eles vão examinar cuidadosamente com quem estão associados. É uma situação complicada - analisou.

Além de todos os acontecimentos já concretizados, a dúvida sobre o futuro de Verstappen também foi levantada por Brown. Com contrato até 2028, o neerlandês segue com o nome especulado na Mercedes, que já admitiu publicamente o interesse no piloto e trabalha com a possibilidade de estar à frente da Red Bull em 2026, com o novo regulamento de motores.

- E você tem todo o drama sobre Verstappen. Ele vai ficar ou vai sair? Max tem contrato, mas seu pai fala muito abertamente. A Red Bull é uma grande equipe, mas está desestabilizada. Você pode ver isso com Newey saindo, mas nunca pode ignorá-los - pontuou.

Por fim, segundo Brown, os melhores sinais do futuro neste momento estão com Ferrari e McLaren, que apresentaram crescimento evidente em relação ao ano passado e se aproximaram dos taurinos. O americano, entretanto, garantiu que é necessário ter cuidado — afinal, assim como na Red Bull, tudo pode mudar rapidamente.

AUTO-PRIX-F1-CAN
(Foto: CHARLY TRIBALLEAU / AFP)

➡️ Red Bull admite surpresa com bobeada da McLaren no Canadá: ‘Favorita para vencer’

- Como eu disse, eles formam um time incrível. É só que, na minha opinião, não são tão fortes quanto já foram. Se eu olhar para quem tem a melhor visibilidade no caminho neste momento, são Ferrari e McLaren. Porém, as coisas podem mudar rapidamente. Então, precisamos manter os dois pés no chão -finalizou o CEO da McLaren.

A Fórmula 1 volta entre os dias 21 e 23 de junho, em Barcelona, com o GP da Espanha, décima etapa da temporada 2024.

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter