(Foto: Divulgação)

Fabricio Andrey (de branco) garantiu o ouro duplo, vencendo a divisão até 69kg e absoluto leve (Foto Ane Nunes/ AJP)

LANCE!
07/06/2021
09:00
Brusque (SC)

Reunindo grandes nomes do Jiu-Jitsu brasileiro e internacional, o South America Continental Pro – realizado pela AJP Tour no fim de semana – chegou ao fim na tarde do último domingo (6). As finais do adulto faixa-preta foram o ponto alto de um dia que contou com ótimos combates e muitos campeões consagrados.

Logo de manhã, os guerreiros do Parajiu-Jitsu tomaram conta das oito áreas de luta e inspiraram a todos os presentes no pavilhão da FIP, em Brusque, Santa Catarina. Paratletas homens e mulheres provaram mais uma vez que não há obstáculo grande o suficiente para quem tem vontade de vencer, como eles.

Em seguida, foi a vez do absoluto adulto faixa-preta nas categorias leve (77kg) e pesado (120kg). Nas duas chaves, domínio total do Dream Art Project, que colocou os quatro finalistas no torneio. Nos leves, Fabricio Andrey derrotou Lucas Gualberto por 3 a 2 para ficar com o título, enquanto nos pesados, Patrick Gaudio desbancou Erich Munis por 6 a 5. Os vencedores ainda receberam 40 mil reais cada de premiação.

A manhã de domingo também teve faixas-azul, roxa e marrom em ação, com bons nomes da nova geração, assim como os masters. Foram horas de lutas em alto nível. Com o início da tarde, aconteceram as finais no adulto masculino faixa-preta e feminino faixas-marrom/preta. Cada campeão faturou R$ 4 mil de prêmio.

Veja um resumo abaixo:

> Masculino adulto faixa-preta

-56kg – Em uma luta bastante disputada, Oziel Santos venceu Italo Frota por 1 a 0 para assegurar o título.

-62kg – Meyran Maquine estava com tudo na final da categoria. Ele rapidamente encontrou um caminho para as costas de Hiago George e finalizou no estrangulamento para garantir a medalha de ouro.

-69kg – Fabricio Andrey e Murilo Amaral fizeram um combate agitado. Fabricio foi, aos poucos, impondo seu jogo e construiu uma vantagem de 10 a 4 para vencer com tranquilidade e comemorar o título.

-77kg – Lucas Gualberto não teve moleza na final contra Pedro Costa. A medalha de ouro para Lucas veio apenas na decisão dos juízes, após um empate no tempo normal e na prorrogação.

-85kg – Alex Munis conseguiu uma vantagem de 1 a 0 sobre Matheus Godoy logo no início da luta, e acabou sendo o suficiente para lhe garantir a medalha de ouro.

-94kg – Erich Munis teve uma batalha dura contra o companheiro de equipe Patrick Gaudio. Em uma troca de raspagens, Munis fez 6 a 4 no placar e subiu no lugar mais alto do pódio.

-120kg – Mais um jovem talento chegou ao topo. O duelo foi polêmico, acirrado e marcado pelo VAR, mas Yatan Bueno derrotou Felipe Bezerra por 6 a 5 e levou o título.

-Absoluto leve (77kg) – Companheiros de equipe no Dream Art, Fabricio Andrey e Lucas Gualberto se encontraram na final do aberto até 77kg e travaram uma luta cheia de trocas de posições. O placar de 3 a 2 a para Fabricio definiu o campeão e o dono dos 40 mil reais.

-Absoluto pesado (120kg) – Também representantes do Dream Art, Patrick Gaudio e Erich Munis se reencontraram na final do aberto até 120kg – depois da decisão nos 94kg – e, mais uma vez, protagonizaram uma batalha de raspagens. No fim, 6 a 5 para Gaudio e R$ 40 mil na conta.

> Feminino adulto faixas-marrom/preta

-49kg – Brenda Larissa venceu Jessica Dantas por 2 a 0 em uma das semifinais, no sábado, e foi declarada campeã após a dupla desclassificação de Mariana Rolszt e Maria Eduarda Tozoni na outra semifinal.

-55kg – Anna Rodrigues e Gabriela Fechter travaram uma verdadeira batalha, que só foi decidida depois do apito final, quando Fechter foi desclassificada em decisão que gerou bastante reclamação da atleta.

-62kg – Julia Alves foi uma oponente muito dura para a favorita Beatriz Mesquita. Por isso mesmo, a final terminou no “golden score”, quando Bia ganhou um ponto por tentar a finalização no braço.

-70kg – O confronto que prometia ser emocionante, acabou rápido quando Izadora Cristina foi desclassificada por movimento ilegal. Com isso, Thamara Ferreira levou mais uma medalha de ouro.

-95kg – Yara Nascimento teve uma reação emocionante quando o tempo acabou no aguardado confronto contra Gabrieli Pessanha. O placar de 4 a 2 garantiu uma muito esperada vitória sobre a rival costumeira. Dessa vez, deu tudo certo e Yara pode comemorar o título.

RESULTADOS COMPLETOS:

> Feminino adulto faixa-roxa

-49kg – Maria Nunes
-55kg – Isabela Silva
-62kg – Brigida Felipe
-70kg – Rebeca Lima
-95kg – Cleidiane Ferreira
-Absoluto pesado (95kg) – Rebeca Lima

> Masculino adulto faixa-roxa

-56kg – Bruno Sena
-62kg – Leonardo Neves
-77kg – Guilherme Fernandes
-85kg – Gabriel Brod
-94kg – Pedro Rubim
-120kg – Bruno Cruz
-Absoluto leve (77kg) – Carlos Campos
-Absoluto pesado (120kg) – Gabriel Brod

> Masculino adulto faixa-marrom

-56kg – Bruno Borges
-62kg – Leonardo Mario
-69kg – Jhonathan Souza
-77kg – Elder Junior
-85kg – Mikael Rhaillander
-94kg – Pedro Souza
-Absoluto leve (77kg) – Elder Junior
-Absoluto pesado (120kg) – Pedro Souza

> Feminino adulto faixas-marrom/preta

-49kg – Brenda Larissa
-55kg – Anna Rodrigues
-62kg – Beatriz Mesquita
-70kg – Thamara Ferreira
-95kg – Yara Nascimento

> Masculino adulto faixa-preta

-56kg – Oziel Carvalho
-62kg – Meyram Maquine
-69kg – Fabricio Andrey
-77kg – Lucas Gualberto
-85kg – Alex Munis
-94kg – Erich Munis
-120kg – Yatan Bueno
-Absoluto leve (77kg) – Fabricio Andrey
-Absoluto pesado (120kg) – Patrick Gaudio

> Masculino master 1 faixa-preta

-62kg – Kalleu Rodrigues
-69kg – Caio Silva
-77kg – Jeison Silva
-85kg – Abner Souza
-94kg – Bruno Veloso
-120kg – Juan Bittencourt
-Absoluto leve (77kg) – Caio Cipriano
-Absoluto pesado (120kg) – André Lobato

> Masculino master 2 faixa-preta

-62kg – David Farias
-69kg – William Campos
-77kg – Edjonson Andrade
-85kg – Bernardo Campos
-94kg – Vitor Toledo
-120kg – Victor Silva