(Foto: Reprodução)

Priscila Pedrita falou sobre acusações feitas pela ex-namorada (Foto: Reprodução)

LANCE!
16/07/2021
21:00
Rio de Janeiro (RJ)

A peso-mosca do UFC Priscila Cachoeira, a “Pedrita”, negou todas as acusações feitas pela ex-namorada, Marcelle Freitas Nunes, que alegou ter sido agredida pela atleta. Além de prestar queixa na delegacia por injúria e difamação, a lutadora afirma que tem provas de sua inocência e que irá entregá-las em juízo.

- Todas essas acusações são mentirosas, são injúrias, difamações. Eu entrei com um processo contra isso e tenho como provar. A intenção dela é me denegrir, acabar com a minha carreira. Tenho minha consciência tranquila de que eu não fiz nada, apenas amei e tentei ajudar essa menina - garante a lutadora.

De acordo com Priscila “Pedrita”, Marcelle sofre transtorno de bipolaridade, o que explicaria as acusações, segundo ela, desesperadoras e infundadas. A atleta também revelou que a ex-namorada, além de ser obsessiva e possessiva, possui um vasto histórico de desavenças com outras pessoas que a cercam.

- Ela é bastante agressiva. Já presenciei ela agredindo o próprio pai, um senhor idoso, tenho testemunhas que confirmam. Ela já entrou na justiça contra ele também. Os vizinhos dela sabem quem ela é. A Marcelle fazia tratamento psiquiátrico, tomava remédio controlado, tem histórico de descontrole emocional e tentativa de suicídio. Inclusive, já tentou suicídio na minha frente e eu tenho prova disso -.

Sobre a acusação de uso de drogas, “Pedrita”, que nunca escondeu ter sido dependente no passado, rebateu destacando que, como atleta do UFC, é constantemente testada pelo rigoroso sistema antidoping da USADA (Agência Antidopagem dos EUA).

- Não tem nem 10 dias que chegou a minha última notificação da USADA. Estou limpa. E se quiserem fazer outro (exame), eu faço, pois sei que estou limpa. Como eu vou usar drogas se sou testada no antidoping? A cocaína fica no organismo não sei quantos meses. Imagina se eu sou pega no antidopig - reflete.

Priscila “Pedrita” afirmou ainda que todas as suas ex-namoradas que foram procuradas por jornalistas para falarem sobre seus relacionamentos rechaçaram as afirmações de Marcelle de que também seriam agredidas pela lutadora.

- Ela não consegue me ver feliz, a intenção dela é fazer com que eu perca fãs, que o UFC me mande embora. Só que ela já está sendo processada por mim, por uma ex-namorada minha e por uma amiga minha. Tudo isso pelo desequilíbrio dela tentando me destruir -.

Ainda de acordo com a atleta, a ex-namorada, devido a um ciúme obsessivo, não aceitava seu bom relacionamento com a família.

- Um dos motivos dela estar fazendo tudo isso é porque ela nunca aceitou que eu estivesse feliz com a minha família. Ela odiava o fato de eu mandar dinheiro para a minha mãe, que cuida do meu filho. Eu pago a escola do meu filho e ela odiava isso - acredita.

Por fim, “Pedrita” alega que demorou a colocar um ponto final no relacionamento porque ainda tinha esperança de que as duas se acertassem.

- No início (do relacionamento) ela não era assim. Por isso eu sempre tive esperança de que ela voltasse a ser aquela Marcelle que eu conheci. Quando a gente ama, a gente fica cego. Eu fui a burra de acreditar. Por que? Porque eu a amava. Mas foi bom, porque agora eu aprendi que eu não posso confiar e colocar qualquer um na minha vida - encerrou.