Adesanya chegou ao 15º nocaute na carreira em 20 vitórias no MMA (Foto: Reprodução/ESPN)

Adesanya chegou ao 15º nocaute na carreira em 20 vitórias no MMA (Foto: Reprodução/ESPN)

TATAME
27/09/2020
02:50
Abu Dhabi (EAU)

O tão aguardado combate de 2020 durou apenas dois rounds e terminou com a vitória por nocaute técnico do campeão Israel Adesanya sobre o brasileiro Paulo Borrachinha, na noite de sábado (26). O confronto foi a luta principal do UFC 253, que marcou o retorno do Ultimate à “Ilha da Luta”, em Abu Dhabi (EAU). Já no co-main event, Jan Blachowicz mostrou uma força impressionante  e nocauteou Dominick Reyes para ficar com o título vago dos meio-pesados.

O Brasil foi representado por mais três atletas. Ketlen Vieira e o estreante Danilo Marques conquistaram importantes vitórias sobre Sijara Eubanks e Khadis Ibragimov, respectivamente. Já Alex Leko foi superado por Brad Riddell.

Adesanya nocauteia e mantém cinturão

Israel Adesanya colocou em prática sua forma irreverente e instigante de lutar, que é sempre circulando o cage para colocar golpes e sair do raio de ação do oponente. Paulo Borrachinha, consciente deste jogo, manteve uma certa distância para o campeão e aplicou chutes limpos no corpo do nigeriano.

No segundo round, Adesanya voltou melhor para o combate e passou a colocar os golpes mais efetivos, sem que o brasileiro conseguisse responder. Além disso, Borrachinha tentava provocar com gestos e ações, mas que não surtiram o mesmo efeito do assalto anterior. Quando os dois foram para um trocação franca no infight, o campeão mostrou mais precisão e derrubou o desafiante. Com o mineiro quase que entregue, o nigeriano trabalhou golpes no ground and pound até o árbitro Jason Herzog interromper.

Adesanya defende o cinturão dos médios pela segunda vez seguida e alcança a marca de 20 vitórias e nenhuma derrota no MMA profissional. Já Borrachinha conhece o primeiro revés dentro da modalidade.

Blachowicz nocauteia Reyes e leva cinturão

Dominick Reyes começou o embate tomando a iniciativa e aplicando low kicks. No entanto, Jan Blachowicz respondeu com combinações de cruzados e chutes no corpo do americano – sendo que um atingiu em cheio a costela e fez um hematoma. No geral, o round foi marcado pela cautela de ambos os lutadores. No segundo assalto, o polonês mostrou mais confiança e seguiu aplicando os golpes contundentes.

Já na reta final do segundo round, Blachowicz acelerou o ritmo, encaixou uma série de golpes em Reyes, que acusou os ataques e caiu desnorteado. O polonês conferiu mais alguns ataques até o árbitro Kevin Sataki interromper e confirmar a vitória. Jan Blachowicz é o novo campeão dos meio-pesados e passa a ocupar o posto deixado por Jon Jones. Já o americano, na segunda luta pelo título seguida, tem mais um revés.

Estratégica, Ketlen supera Eubanks

No round inicial, as duas lutadoras optaram por trocar golpes no centro do cage. Ketlen Vieira teve ataques mais contundentes, enquanto Sijara Eubanks trabalhou na curta distância. Para o segundo assalto, a brasileira conquistou uma queda logo no começo e ficou quase dois minutos com a luta no chão. No entanto, a amazonense não conseguiu progredir tanto o jogo e o árbitro Jason Herzog solicitou que o combate voltasse a ficar em pé. E a “Fenômeno” seguiu sendo mais efetiva durante a trocação.

Após ouvir do córner que tinha perdido os dois rounds anteriores, Eubanks voltou agressiva para o último assalto e tentou colocar mais golpes na brasileira, que rodava pelo octógono e mantinha a distância para usar a maior envergadura. No fim, Ketlen quase encaixou uma chave de calcanhar. Depois de três rounds, a lutadora da Nova União volta a vencer no peso-galo. Já Sijara teve a série de duas vitórias interrompidas.

Outros destaques do card principal

Após um primeiro round elétrico, Kai Kara-France começou o segundo assalto buscando uma queda e deixou o pescoço para Brandon Royval, que encaixou uma guilhotina e finalizou o oponente. O ex-campeão peso-mosca do LFA embala no UFC com dois triunfos. Já o australiano fica com aproveitamento de 50% nas últimas quatro lutas. Em disputa equilibrada no peso-pena, Hakeem Dawodu superou Zubaira Tukhugov por decisão dividida. O canadense se mantém embalado na categoria e chegou a marca de cinco vitórias seguidas. O russo volta a ser derrotado após dois combates.

Leko começa bem, mas é derrotado

Alex Leko começou melhor o primeiro round e impôs as suas ações na luta. No entanto, Brad Riddell reagiu nos dois últimos assaltos e conquistou um importante triunfo nos leves. O neozelandês segue invicto na companhia – agora com três vitórias. Já o brasileiro fica com duas derrotas em três duelos. 

Danilo estreia com vitória no UFC

Abrindo o card preliminar, o estreante Danilo Marques conseguiu impor seu ritmo nos dois primeiros rounds e neutralizou a trocação de Khadis Ibragimov. Já no último assalto, aproveitou o desgaste físico do oponente e foi administrando o combate para confirmar o triunfo por decisão unânime. O brasileiro começa com resultado positivo nos meio-pesados do UFC. Com quatro derrotas seguidas, o russo fica ameaçado.

Estreantes brilham card preliminar

Considerado nas casas de apostas de Las Vegas como o maior favorito do card, Jake Matthews controlou a luta diante do experiente Diego Sanchez e garantiu a vitória por decisão unânime, sem correr riscos. Esse é o terceiro triunfo seguido do meio-médio. Já o campeão do TUF 1 apresenta três resultados negativos em quatro aparições. Com uma performance avassaladora, Ľudovít Klein acelerou o ritmo para cima de Shane Young e venceu por nocaute técnico no round inicial, após acertar um chute na cabeça do adversário e outros golpes. O peso-pena eslovaco estreia com vitória, enquanto neozelandês volta a ser derrotado.

Em confronto morno nos meio-pesados, William Knight venceu Aleksa Camur por decisão unânime em seu debute na franquia. Na categoria dos pesados, Juan Espino mostrou um Jiu-Jitsu de qualidade e finalizou Jeff Hughes ainda no primeiro round. O espanhol, que saiu do TUF 28, estreia com vitória. Já o americano, oriundo do Contender Series, não sabe o que é vencer no UFC e conhece o terceiro revés.

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC 253
Ilha da Luta, em Abu Dhabi (EAU)
Sábado, 26 de setembro de 2020

Card principal

Israel Adesanya derrotou Paulo Borrachinha por nocaute técnico no 2R
Jan Blachowicz derrotou Dominick Reyes por nocaute técnico no 2R
Brandon Royval finalizou Kai Kara-France com uma guilhotina no 2R
Ketlen Vieira derrotou Sijara Eubanks por decisão unânime dos jurados
Hakeem Dawodu derrotou Zubaira Tukhugov por decisão dividido dos jurados

Card preliminar
Brad Riddell derrotou Alex Leko por decisão unânime dos jurados
Jake Matthews derrotou Diego Sanchez por decisão unânime dos jurados
Ludovit Klein derrotou Shane Young por nocaute técnico no 1R
William Knight derrotou Aleksa Camur por decisão unânime dos jurados
Juan Espino finalizou Jeff Hughes com um estrangulamento no 1R
Danilo Marques derrotou Khadis Ibragimov por decisão unânime dos jurados