twitter logo
twitter logo
twitter logo
twitter logo

Finanças da CBF em 2022: entidade amplia receitas com direitos de TV e bate recorde de faturamento

Confederação apresenta maior lucro da história e acumula R$ 887 milhões em caixa

Arte-CBF-aspect-ratio-512-320

CBF bateu recorde de faturamento em 2022 (Arte Lance!)

Lance! - 02/05/2023 - 11:54

Lance! - 02/05/2023 - 11:54

Confederação Brasileira de Futebol (CBF) arrecadou R$ 1,072 bilhão em 2022, o maior faturamento de sua história. Os resultados financeiros foram aprovados por unanimidade pela Assembleia Geral, formada pelos presidentes das 27 federações estaduais. Abaixo, o LANCE! apresenta os destaques do relatório e detalha as principais fontes de receita da entidade.

Além do faturamento recorde, a CBF apresentou o maior lucro da história: R$ 143 milhões. É um aumento de 108% em comparação com 2021, quando o superávit da entidade havia sido de R$ 69 milhões. Agora, a CBF acumula R$ 887,9 milhões em caixa e patrimônio líquido de R$ 1,09 bilhão.

Como de costume, os contratos de patrocínio formam a maior parte da arrecadação: R$ 567 milhões. Apesar da disputa da Copa do Mundo no fim de 2022, a CBF apresentou uma leve queda neste tipo de receita, uma vez que havia faturado R$ 575 milhões no ano anterior.

O maior aumento de receitas se deu nos "Direitos de transmissão e comercias", que saltaram de R$ 214 milhões para R$ 357 milhões. Esta rubrica é representada pelos direitos comerciais e televisivos das partidas da Seleção Brasileira, assim como das competições promovidas pela CBF. Um dos motivos para o crescimento é o novo contrato comercial da Copa do Brasil, por exemplo.

Principais fontes de receita da CBF em 2022:

- Patrocínios - R$ 567,2 milhões
- Direito de Transmissão e Comerciais - R$ 357,7 milhões
- Bilheteria e Premiações das Seleções - R$ 103,6 milhões
- Registros e Transferências - R$ 23,9 milhões
- Legado da Copa do Mundo - R$ 5,6 milhões
- Programas de Desenvolvimento - R$ 3,9 milhões
- CBF Academy - R$ 9,8 milhões

Velório Roberto Dinamite - Ednaldo Rodrigues

Ednaldo Rodrigues é o atual presidente da CBF (Foto: Armando Paiva/LANCE!)

Investimento recorde

Os gastos da CBF também aumentaram em 2022. Ao todo, os custos com futebol superaram R$ 700 milhões e são divididos em três categorias: Seleção Principal (R$ 196 milhões), Seleção de Base e Femininas (R$ 72 milhões) e Contribuição ao fomento do futebol nos Estados e Competições (R$ 432 milhões). A entidade também teve R$ 198 milhões em despesas operacionais.

Orçamento para 2023

O balanço de 2022 também apresentou a previsão orçamentária para 2023. Sem detalhamento, a CBF prevê arrecadar R$ 1,123 bilhão, o que seria um recorde histórico. Deste valor, a CBF pretende destinar R$ 793 milhões em "investimentos diretos no futebol", R$ 181 milhões para "despesas operacionais", outros R$ 88 milhões em impostos e ter um lucro de R$ 61 milhões.

Compartilhetwitter logofacebook logowhatsapp logo
share logo

Relacionados

Mais Notícias

Ver Mais
email icon

Sucesso!

Em breve, você receberá as últimas atualizações com notícias sobre o mundo dos esportes, no seu e-mail.

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!