Marcio Porto
10/10/2018
23:42
São Paulo (SP)

Thiago Neves deu nesta quarta-feira, no Mineirão, mais uma demonstração ao torcedor do Cruzeiro de que cresce em jogos decisivos. O meia jogou muito e marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, resultado que faz a Raposa ficar a um empate do bicampeonato da Copa do Brasil, ou seu sexto título na competição. O jogo de volta será na próxima quarta-feira na Arena Corinthians, e o Timão precisará de uma vitória por pelo menos dois gols de diferença para chegar ao título ou por um para levar a decisão para os pênaltis. 

Thiago Neves, sempre ele!
​Thiago Neves completou recentemente cem jogos com a camisa do Cruzeiro e disse que é um jogador acostumado a decisões. Não é falação. Só nesta Copa do Brasil, ele havia marcado nas oitavas de final contra o Flamengo e nas quartas, contra o Santos. E não é que ele aprontou de novo? Não foi por falta de aviso. Em um primeiro tempo dominado pelos mineiros, Thiago chegou, mas Cássio defendeu. Chegou duas e acertou a trave. Na terceira, contou com falha do lateral-esquerdo Danilo Avelar e desvio de Henrique para marcar de cabeça: 1 a 0 Raposa. Sempre ele, Thiago Neves, autor de um dos gols do título mineiro deste ano. 

Cadê os chutes, Corinthians?
​Foi a decisão que Fábio, goleiro do Cruzeiro, sonhou. Ele não precisou fazer nenhuma intervenção durante a partida. A ideia do técnico Jair Ventura de ver um Corinthians novamente seguro, mas agressivo, não deu certo. A equipe se soltou no segundo tempo, rondou a área, mas não conseguiu infiltrar. Romero, Clayson, Jadson, Mateus Vital e até Pedrinho foram inativos. Vai precisar jogar muito mais na Arena, até porque tomou mais sufoco e poderia ter saído com resultado pior no Mineirão. Cássio fez defesa espetacular em cabeçada de Henrique. 

Uma final de tabus
​Haverá muita coisa em jogo na próxima quarta-feira, além dos milhões oferecidos de premiação. Para levar a taça, cada equipe terá de superar de fazer algo inédito. O Corinthians só venceu jogando em casa na competição este ano (Vitória, Chapecoense e Flamengo). Mas precisará bater o Cruzeiro, que venceu todos os jogos fora (Atlético-PR, Santos e Palmeiras), e nem precisou ganhar em casa. Pela forma como joga o time de Mano Menezes, com consistência defensiva invejável, e pela fragilidade do ataque corintiano, o cenário é mais animador para os mineiros, que possuem a vantagem e Thiago Neves, o homem das decisões. 

Expulsão
No fim, o Corinthians ainda perdeu o meia chileno Ángelo Araos, expulso com o segundo cartão amarelo após entrar no segundo tempo. Como se não bastasse...


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 0 CORINTHIANS


Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 10/10/2018 - 21h45
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO)
Público/renda: Não disponíveis
Cartões amarelos: Henrique, Egídio e Thiago Neves (CRU), Léo Santos e Jadson (COR)
Cartões vermelhos: Araos, aos 47'/2º (COR)
Gols: Thiago Neves (45'/1ºT) (1-0)

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Ariel Cabral e Henrique; Robinho, Thiago Neves (David, aos 36'/2ºT) e Rafinha (Rafael Sobis, aos 43'/2ºT); Barcos (Raniel, aos 29'/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Ralf; Romero, Jadson (Emerson Sheik, aos 35'/2ºT), Mateus Vital (Araos, aos 22'/2ºT) e Clayson (Pedrinho, aos 15'/2ºT). Técnico: Jair Ventura.