Kadu - Chapecoense

Kadu é um dos jogadores mais experientes da Chape (Foto: Márcio Cunha/Chapecoense)

Rodrigo Souza*
18/10/2020
17:51
Rio de Janeiro (RJ)

A Chapecoense subiu para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 2014 e roubou a cena com boas campanhas, conquistando até uma vaga na final da Copa Sul-Americana em 2016. No entanto, após o trágico acidente aéreo no mesmo ano, na véspera da decisão do torneio continental, o clube precisou se reestruturar, mas seguiu na elite por mais três anos. Em 2016, porém, caiu pela primeira vez para a Série B do Brasileirão. 

Em meio aos problemas causados pela pandemia, tendo reflexo em todo o futebol brasileiro, a Chapecoense se manteve empenhada em dar a volta por cima e retornar à elite. Com um elenco mesclado entre atletas jovens e outros experientes, a Chape tem feito uma campanha consistente na Série B (sofreu apenas uma derrota) e atualmente está em segundo lugar com 30 pontos, apenas dois atrás do líder Cuiabá. Ao LANCE!, o zagueiro Kadu exaltou o trabalho realizado pelo clube na temporada.

- Além do coletivo muito forte, a mescla de atletas jovens com a experiência de atletas com rodados, tem feito toda a diferença. Todos os jogadores estão empenhados em um só objetivo, que é primeiramente fazer os pontos para escapar do rebaixamento e depois sim, brigar pelo acesso , que é o sonho de todo staff e atletas do clube - destacou.

Aos 33 anos, Kadu é um dos jogadores mais experientes do elenco da Chape. Com passagens por Corinthians, Athletico-PR, Grêmio, Vitória e Ponte Preta, além de defender o Braga-POR, o zagueiro entende o seu papel em meio aos jovens do elenco e sonha em levar o clube catarinense de volta à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. 

- Gostaria muito de colocar a Chapecoense no lugar de onde nunca deveria ter saído, que é a primeira divisão nacional.  Estamos com os pés no chão. Temos que conquistar os pontos necessários pra permanecer e, depois, estar entre os quatro que sobem para primeira divisão.  Depois, é claro, a cereja do bolo é ser campeão da Série B e colocar nossos nomes na história do clube - afirmou o zagueiro, que agradeceu a Chape pela oportunidade em 2020.  

- Depois de muito tempo parado, a Chapecoense me deu a oportunidade de voltar a jogar no Brasil. Depois de três anos fora, fiquei muito feliz e grato. Ter voltado a jogar em alto nível foi um dos meus objetivos concluídos, agora é pegar uma sequência de jogos - finalizou. 

A Chapecoense é vice-líder da Série B com 30 pontos, apenas dois atrás do líder Cuiabá. No sábado, o time catarinense empatou com o Vitória por 1 a 1, na Arena Condá, pela 16ª rodada. A Chape volta a campo na próxima terça-feira, contra a Ponte Preta, às 21h30 (de Brasília), no Moisés Lucarelli, em jogo válido pela 17ª rodada. 

*Estagiário sob supervisão de Tadeu Rocha