Felipe Melo
24/06/2021
23:33
Belo Horizonte (BH)

No Mineirão, o Cruzeiro venceu o Vasco por 2 a 1, de virada, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, na noite desta quinta-feira. Morato abriu o placar para os visitantes, mas Matheus Barbosa marcou duas vezes para os donos da casa. Tudo isso no primeiro tempo, que ainda contou com duas expulsões, uma de cada equipe.

Com o triunfo, a equipe celeste deixou o Z4 e agora tem sete pontos. O Cruz-Maltino, por sua vez, permanece com sete, na décima colocação. Ambas as equipes estão a três pontos do G4 da competição. 

> Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada da Série B, o Vasco encara o Brusque, domingo, às 21h, em São Januário. O Cruzeiro, por sua vez, visita o CSA, no Rei Pelé, também no domingo, às 20h30.

Do susto à celebração

O jogo começou bem disputado, com as duas equipes buscando o ataque e tendo chance de abrir o placar. Após escanteio cobrado na área, Felipe Augusto apareceu livre, entre os zagueiros, e cabeceou rente à trave esquerda, dando um susto na defesa vascaína. Mas o Cruz-Maltino reagiu e abriu o marcador. Após jogada de Marquinho Gabriel, Bruno Gomes dividiu, e a bola sobrou para Morato. O atacante bateu, e a bola desviou em Ramon enganando Fábio. 

Raposa vira no Mineirão
Logo depois do gol, o Cruzeiro teve uma chance com Marcinho, que finalizou de fora da área e quase enganou Lucão. Os mineiros em seguida se aproveitaram de um dos problemas crônicos do Vasco na temporada: a bola aérea. Em mais um escanteio, Sóbis desviou de cabeça e enganou a defesa, deixando Matheus Barbosa fechar na segunda trave e empatar. 

Cruzeiro x Vasco
Matheus Barbosa fez os dois gols da Raposa (Bruno Haddad/Cruzeiro)

Com o empate, os donos da casa passaram a comandar as ações e finalizar com mais frequência. Até que em uma falha na saída de bola do Vasco, a equipe dirigida por Mozart Santos construiu uma boa jogada com Felipe Augusto pela esquerda, que cruzou para trás, e Matheus Barbosa sozinho na entrada da área estufou a rede em belo chute no ângulo de Lucão. 

Destempero e expulsões
O jogo estava quente e muito intenso no meio de campo. Até que Bruno Gomes e Rômulo se estranharam, e o volante vascaíno encarou e deu uma leve cabeçada no adversário. O zagueiro Paulo correu para separar e empurrou o camisa 23 do Cruz-Maltino e ambos foram expulsos pelo árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo.

Chutes perigosos no primeiro tempo
No fim do primeiro tempo, o Vasco levou perigo à meta de Fábio com dois chutes de fora da área. No primeiro deles, Cano roubou a bola e soltou a bomba que passou bem perto. No lance seguinte, o jovem Riquelme arriscou de longe e obrigou o arqueiro celeste a fazer uma boa defesa por cima. Com isso, os mineiros terminaram a primeira etapa à frente no placar.

Muitas mexidas de ambos os lados
Na etapa final, apesar das expulsões, o Vasco necessitava avançar em busca do empate. Só que a primeira finalização da equipe só aconteceu aos 14, de fora da área, com Marquinhos Gabriel. Porém, a pressão do Cruz-Maltino não surtia efeito, e a equipe apenas rondava a defesa do Cruzeiro. Ao ver que perdia terreno, Mozart Santos decidiu trocar quatro jogadores, e mais organizado, segurava o jogo. 

Vasco pressiona no fim
Do outro lado, Marcelo Cabo também colocou sangue novo, e após cruzamento na área, Cano tentou finalizar, mas Léo Jabá estava impedido. O comandante vascaíno foi pra o tudo ou nada e colocou o centroavante Daniel Amorim para explorar a bola aérea. Mas foi Cano que teve uma ótima chance. A bola sobrou para o argentino, que girou, mas finalizou para fora. No fim, a bola sobrou novamente, dessa vez para Léo Jabá, que chutou em cima de Fábio. O Vasco ainda teve uma chance para empatar no último lance do jogo. Castan desviou cobrança de escanteio e Léo Jabá quase alcançou de cabeça na pequena área, mas a bola foi para fora e a vitória ficou com a Raposa.

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 2 X 1 VASCO


Data/Hora: 24/06/2021, às 21h30 (de Brasília)
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Herman Brumel Vani (SP)
Quarto Árbitro: André Luis Skettino Policarpo Bento (MG)

Cartão Amarelo: Matheus Pereira e Matheus Barbosa (CRU) / Léo Jabá e Daniel Amorim (VAS)
Cartão Vermelho: Paulo (CRU)  / Bruno Gomes (VAS)

Gols: Morato (9'/1T) (0-1) / Matheus Barbosa (14'/1T) (1-1) / Matheus Barbosa (27'/1T) (2-1)

CRUZEIRO (Técnico: Mozart Santos)
Fábio; Joseph, Ramon e Paulo; Cáceres, Matheus Barbosa (Ariel Cabral 28'/2T), Rômulo (Adriano 44'2T), Felipe Augusto (Matheus Pereira 28'/2T); Marcinho (Stênio 27'/2T), Bruno José, Rafael Sobis (Guilherme Bissoli 27'/2T)

VASCO (Técnico: Marcelo Cabo)
Lucão; Zeca, Ernando, Leandro Castan e Riquelme (João Pedro 33'/2T); Andrey (Gabriel Pec 33'/2T), Bruno Gomes, MT (Juninho - intervalo) (Daniel Amorim 38'/2T) e Marquinhos Gabriel; Morato (Léo Jabá 13'/2T) e Cano.