Hoffenheim x Bayer Leverkusen

O croata Kramaric marcou um dos gols da vitória do Hoffenheim contra o Schalke 04 (Foto: Reprodução/Twitter)

LANCE!
20/04/2019
17:27
Rio de Janeiro (RJ)

A desastrosa temporada do Schalke 04 ganhou mais um conturbado capítulo. Na tarde deste sábado, o time foi humilhado pelo Hoffenheim dentro de casa, na Veltins Arena, por 5 a 2, e segue com possibilidades de ser rebaixado para a Segunda Divisão.

O Schalke é 15º colocado com 27 pontos, seis pontos a mais que o Stuttgart,
time que abre a zona de descenso, em 16º, com 21. O Hoffenheim, por sua vez, vive um momento bem diferente. Ainda sonhando com vaga na Liga dos Campeões, o time ultrapassou o Bayer Leverkusen e ocupa a sexta posição com 50, dois pontos atrás do Eintracht Frankfurt, que abre o G4. Hoje, o Hoffenheim estaria classificado para a Liga Europa.

SCHALKE COMEÇA BEM, MAS É O HOFFENHEIM QUE COMEMORA GOLS
Perante seus torcedores, o Schalke até começou a partida pressionando, mas esbarrou na consistente defesa do Hoffenheim, formada por três zagueiros: Bicakcic, Kevin Vogt e Hubner. Dessa forma, aos poucos, o time de Hubs Stevens começou a ter maior posse de bola e chegar com mais perigo à meta defendida por Alexander Nubel. Até que aos 25 minutos conseguiu marcar o primeiro gol. E um golaço. Belfodil recebeu na entrada da área pelo lado direito, deu uma caneta em McKannie e soltou a bomba de direita, indefensável para o goleiro Baumann.

Com 1 a 0 no marcador, o Hoffenheim passou a administrar a bola com maior tranquilidade, explorando os contra-ataques de um nervoso Schalke. Não tardou até sair o segundo gol. Após boa troca de passes, Kramaric recebeu em profundidade e bateu cruzado.

CHOCOLATE NA ETAPA FINAL
A exemplo do primeiro tempo, o Schalke voltou para a segunda etapa com um ritmo de jogo maior e até esboçou uma reação. Aos 15 minutos, Caligiuri diminui em cobrança de pênalti e animou os torcedores presentes na Veltins Arena. A felicidade durou pouco. No minuto seguinte, em nova jogada coletiva do Hoffenheim, Szalai marcou o terceiro. Amiri, aos 28, e Belfodil, aos 36, completaram a goleada. O atacante Burgstaller até descontou nos acréscimos e e evitou uma humilhação maior: 5 a 2.