Agüero

Agüero é o maior artilheiro da história do Manchester City (Foto: Reprodução)

Igor Galletti*
29/09/2018
12:49
Manchester (ING)

Jogando diante de sua torcida, o Manchester City não teve dificuldades para vencer o Brighton, neste sábado, pela sétima rodada da Premier League. A vitória por 2 a 0, com gols de Sterling e Agüero, a vitória coloca os Citizens na liderança provisória da competição.

Panorama inicial
O Manchester City entrou em campo sabendo que se vencesse poderia assumir a liderança, mesmo que temporariamente. Pep Guardiola optou por um time ofensivo, com um ataque formado por Sterling, Aguëro e Sané. No meio campo, David Silva, Fernandinho e Bernardo Silva. Gabriel Jesus e a sensação do meio campo, o jovem de 18 anos Phil Foden, ficaram no banco de reservas.

Superioridade perceptível
Jogando diante de sua torcida, o City não teve dúvidas em jogar ofensivamente, pressionando a equipe adversário e mantendo a posse de bola. Bem no estilo dos Citizens, a equipe foi criando chances de abrir o placar, mas faltava o último toque para que o gol saísse. David Silva, Sterling e Sané criavam as melhores oportunidades para o time da casa.

Sterling abre o placar
O gol, porém, não saiu logo no início da partida. Sané, imprimindo muita velocidade pelo lado esquerdo, fez boa jogada e cruzou forte, rasteiro, para o meio da área. Sterling, de carrinho, completou para o fundo das redes e abriu o marcador. O tento coroou a boa atuação inicial de ambos os jogadores.

Blitz!
O segundo tempo começou da mesma forma como terminou o primeiro: City pressionando em busca do segundo gol. A equipe iniciou à todo vapor, pressionando com superioridade numérica, mantendo a posse de bola e não deixando o Huddersfield respirar. Logo no início, Sané cruzou com força e a zaga afastou. A bola sobrou com Agüero, que bateu com força, de bate-pronto, mas a bola desviou na zaga. David Silva manteve a posse e, em seguida, bateu com força, para grande defesa de Ryan

Gol no estilo Guardiola
Agüero arrancou no meio campo, dribrlou três marcadores no meio campo e abriu espaço, próximo da grande área. O maior artilheiro da história do City abriu a bola para Sterling, o inglês, ao invés de chutar, devolveu a bola para o argentino, que só empurrou para o fundo das redes. Essa foi a última jogada de Agüero, que deu lugar para a entrada de Gabriel Jesus.

Sexta vitória
A partir da metade do segundo tempo em diante, o City tirou o pé do acelerador e passou a se concentrar mais em controlar o jogo. Apesar de ter diminuído o ritmo, os Citizens se mantiveram no campo de ataque, na expectativa de arrumar uma chance de ampliar o marcador. A partida, porém, terminou em 2 a 0 e a torcida do City pode comemorar a liderança da competição.

*Sob a supervisão de Mário Boechat