Brunoro

Bruno Oliveira/Fortaleza

LANCE!
20/02/2020
11:24
Futebol Latino

O Fortaleza apresentou o seu novo consultor das categorias de base, José Carlos Brunoro. Com vasta experiência no esporte, o profissional chega ao Leão do Pici com o objetivo de realizar o diagnóstico e traçar um plano de execução para o setor do clube, em busca de elevar o padrão de excelência.

Inicialmente, o trabalho terá seis meses e abrangerá diversas áreas: infraestrutura, técnica, preparação física e de elaboração social. Brunoro vai trabalhar ao lado de Roberto Moreira, diretor de esportes amadores, e toda a comissão técnica do tricolor durante o período.

'Um clube do Nordeste que quer brigar em alto nível precisa revelar jogadores e colocá-los no time profissional para que obtenha resultado esportivo e, depois, um possível resultado financeiro. É uma necessidade. O Fortaleza jogará a Série A pelo segundo ano consecutivo e essa janela de oportunidade precisa ser vivida também nas nossas categorias de base, tanto em nível de torneios como na retenção de talentos', explicou o presidente Marcelo Paz, durante a apresentação.

Apesar do curto período dentro das instalações do Fortaleza, Brunoro elogiou a estrutura do clube e do CT Ribamar Bezerra os classificando como ‘excelentes’.

'Neste primeiro momento estamos fazendo um raio-x de maneira geral. O CT é muito bom para a base e atende aquilo que os garotos necessitam pela experiência que tenho de outros lugares. Creio que o trabalho já é muito bom e isso vai otimizar ainda mais o sucesso dele', afirmou Brunoro.

O profissional foi dirigente da parceria Palmeiras-Parmalat, entre 1992 e 1996. No biênio 2013-2014, ele retornou ao clube paulista para exercer a função de CEO. Brunoro também assumiu a direção executiva do Audax-SP em 2003 e foi consultor de gerenciamento de futebol da Chapecoense em 2019. Ele também acumula passagens em outros esportes, tendo sido diretor técnico da Confederação Brasileira de Basquete em 2009 e auxiliar técnico da seleção brasileira de vôlei, na década de 1980.

'O que me chamou a atenção no Fortaleza foi o profissionalismo do clube nos últimos anos e o crescimento sustentável. É uma oportunidade de aproveitar esse momento de grande visibilidade para trazer novos talentos que sonham em jogar no Fortaleza e em ter uma estrutura muito boa de trabalho', concluiu.