Vanessa Riche - Fora de Campo

Vanessa Riche é uma das principais apresentadoras do Fox Sports (Foto: Fox Sports/Divulgação)

Matheus Costa*
04/08/2020
18:42
Rio de Janeiro (RJ)

O Fox Sports anunciou uma ótima novidade para quem vai acompanhar a final da Copa do Nordeste nesta terça-feira. O canal irá transmitir o jogo com duas bancadas diferentes, sendo uma delas inteiramente feminina, com parte do processo de inclusão do espaço da mulher nas transmissões esportivas no Brasil.

Ao L!, a apresentadora Vanessa Riche, que irá comentar o segundo jogo da final entre Ceará e Bahia, comenta sobre a ascensão da mulher num espaço que por muito tempo foi dominado completamente por homens.

- O crescimento da participação feminina no futebol vem acontecendo gradativamente. Esse ambiente do futebol durante muitos anos foi dominado pelos homens, as mulheres levaram um bom tempo para conseguir entrar em campo, para trabalhar dentro dos estádios, então é parte de um processo. Para a Copa do Mundo da Rússia em 2018, fui responsável pelo projeto do Fox Sports que realizou um processo seletivo com 300 mulheres de todo o Brasil, o Narra Quem Sabe, que chegou a três finalistas para narrarem a Copa do Mundo na Fox, uma delas a Renata Silveira que se manteve no canal e estará hoje à frente da narração. Fizemos história. -

- Desde a Copa do Mundo, que foi uma experiência fantástica e com uma audiência incrível, a Fox segue com as transmissões com comentaristas femininas e narradoras, mesas redondas com mulheres, e nosso objetivo é sempre trazer um conteúdo de qualidade. Então hoje, a partir de 21h15, no Fox Sports 2, temos a alegria de mais essa oportunidade, na grande final da Copa da Nordeste. Quem ganha é o fã do esporte, o torcedor, que conta com mais opção, são duas transmissões simultâneas e formas diferentes, com cadências e observações diferentes para levar ao público uma experiência única dessa decisão - afirmou.

Algo comum em toda a sociedade é o machismo, e infelizmente o jornalismo esportivo não é uma exceção. Com a ascensão de profissionais femininas no meio que é predominantemente masculino desde sua origem, a mulher vai tomando seu espaço aos poucos e mostrando que merece sim estar presente em todos as atrações esportivas. Segundo Vanessa, o machismo é combatido pela competência e pelo conteúdo das envolvidas.

- Nesse processo, há o machismo, ele é muitas vezes velado, outras vezes é declarado, mas nossa competência e nosso conteúdo fazem com que a gente vá ganhando esse espaço aos poucos - declarou.

Com passagem duradoura pelo Grupo Globo e agora no Fox Sports, Vanessa sempre foi conhecida pelo seu trabalho como apresentadora, mas esta não será a primeira experiência da profissional como comentarista. Ela explica o processo de preparação para as duas funções e como funciona o estudo para efetuar com excelência a função.

- O apresentador tem como característica uma sequência de organização de pensamento que vai traduzir para o torcedor porque aquele jogo é importante, o que aquele jogo define, por que é importante acompanhar aquele resultado, o que está no entorno dele, quem depende daquele resultado, quais os outros times que estão de olho.
Como comentarista, trazemos informações complementares à sequência lógica do narrador, que conduz a transmissão. Então, é um estudo bem focado no desempenho dos jogadores, na maneira como o treinador montou aquele equipe e como aquele time se comportou nos jogos anteriores, qual o histórico daquele time no campeonato, é um olhar um pouco mais a fundo, mais detalhado. E traz também como a gente enxerga a maneira das duas equipes jogarem, no caso de hoje eu e a Lívia (Nepomuceno) faremos isso, e a Fernanda (Colombo), com a sua experiência na arbitragem, vai analisar como ela entende os lances duvidosos que vão acontecer no jogo - explicou.

O Ceará venceu a primeira partida da final com um confortável placar de 3 a 1, mas a equipe de Roger Machado promete reverter o resultado para levar a taça para casa. Vanessa analisou o jogo e acredita que o Bahia consiga levar para os pênaltis, mas um personagem pode atrapalhar os planos baianos: Fernando Prass.

- O Ceará tem a vantagem em cima do Bahia e está muito próximo de conquistar esse campeonato, mas não vai me surpreender se o Bahia levar pros pênaltis; a questão é que, nesse caso, vai dar de cara com o Fernando Prass, então não vai ser fácil para o Bahia. Vai ser uma disputa interessante. - concluiu.

*Estagiário, sob supervisão de Tadeu Rocha.