Elusmar Maggi, torcedor do Inter que doou R$1 milhão ao Colorado

Elusmar Maggi entregando o troféu de melhor em campo para atacante colorado após jogo da Libertadores (Foto: Divulgação)

Otávio Trindade*
22/02/2021
18:13
Porto Alegre (RS)

Elusmar Maggi ganhou fama após o Internacional anunciar pelas redes sociais que receberia uma doação de R$ 1 milhão, antes da partida contra o Flamengo que aconteceu neste domingo e valia a liderança do Brasileirão. No Instrumento Particular de Doação, documento que oficializa a transferência do valor ao clube, ao que o LANCE! teve acesso de forma exclusiva, o empresário não afirma que o dinheiro foi para pagar a multa da utilização do lateral Rodinei, mas sim para "a busca do êxito no final do Campeonato Brasileiro". 

> Confira a classificação atualizada da reta final do Brasileirão 2020 e simule os resultados do seu time

- O DOADOR (Elusmar Maggi) possui interesse em contribuir com as atividades de final de temporada 2020 do DONATÁRIO (Internacional) , notadamente, mas não exclusivamente contribuindo financeiramente com todos os esforços relacionados à busca do êxito com o encaminhamento final do campeonato brasileiro 2020 - diz trecho do documento, deixando claro a atitude de contribuir com o título do Brasileirão, o que acabou não acontecendo neste domingo com a vitória do Flamengo

Elusmar Maggi - Internacional (contrato de doação)
Trecho do documento expõe atribuição final de doação de Elusmar Maggi (Foto: Reprodução)

A especulação era de que o valor da doação seria utilizado para o pagamento da multa do lateral Rodinei, que pertence ao Flamengo mas está emprestado ao Internacional. No documento, contudo, o atleta não é citado e a doação seria uma contribuição para as atividade de final de temporada e um reforço "da identidade colorada" de Elusmar Maggi

- O DOADOR é pessoa física de relevante atuação no mercado do agronegócio, desenvolvendo suas atividades na cidade de Cuiabá-MT; o DOADOR, por meio do presente instrumento, reforça a sua condição de torcedor colorado e identidade plena com o clube DONATÁRIO - diz um dos trechos.

O Instrumento Particular de Doação ainda diz que, caso o Internacional seja taxado em cima desta doação, Elusmar Maggi cobriria o pagamento da quantia, isentando o clube de qualquer pagamento relacionado ao acordo. 

- Para todos os fins tributários e/ou fiscais, restará como de responsabilidade do DOADOR todo e qualquer tributo eventualmente incidente sobre a presente doação, seja de que natureza for, de modo que a quantia objeto da doação constitui-se como valor líquido a ser doado.

- Na hipótese de que a incidência tributária tenha como fonte pagadora o DONATÁRIO (Internacional), o DOADOR (Elusmar Maggi) prontamente irá adimplir (completar) a quantia correspondente em nome do DONATÁRIO e/ou ressarcirá o DONATÁRIO assim que formalmente encaminhado o comprovante de adimplemento da despesa - conclui.

ENTENDA O CASO
No dia 19 de fevereiro, o Internacional divulgou nas redes sociais uma agradecimento ao empresário Elusmar Maggi, um dos homens mais ricos do Brasil que atua no ramo da soja, pela doação de R$ 1milhão de reais, valor igual ao necessário para o pagamento de multa para participação do lateral Rodinei na partida contra o Flamengo que seria realizada no domingo. A ligação entre uma coisa e outra foi feita pelos torcedores via redes sociais.

O jogador, de fato, foi para a partida, o que comprovava o pagamento da cláusula de empréstimo junto ao Rubro-Negro carioca. Sua participação, inclusive, foi decisiva no confronto, já que Rodinei acabou expulso após dar um 'pisão' na perna do lateral Filipe Luís. O lance foi avaliado pelo VAR e gerou burburinho nas redes.

Após a expulsão o Inter sofreu a virada na partida e acabou perdendo a liderança para o Flamengo, faltando apenas uma rodada. Elusmar Maggi afirmou que estudaria um modo de 'injetar' dinheiro, desta vez, no São Paulo, adversário do Flamengo na última rodada, o que pode acarretar em uma punição aos clubes em caso de recebimento de tal ajuda financeira.

*Estagiário, sob supervisão de Ricardo Guimarães.