Arte - SBT x Globo

SBT e Globo travaram duelo na terça-feira e resultado foi bom para os dois lados (Foto: Arte Lance!)

Ricardo Guimarães
04/08/2022
13:36
Rio de Janeiro (RJ)

A derrota do SBT para a Globo no jogo entre Corinthians e Flamengo, pelas quartas de final Libertadores levantou um debate na internet sobre a diferença no resultado da audiência dos dois canais. Apesar disso, através de uma avaliação geral, é possível chegar a conclusão que o resultado não foi ruim para o canal de Silvio Santos.

Segundos dados obtidos pelo LANCE!, o SBT alcançou 22,3 pontos de média, 26,2 pontos de pico e 33% de share. Ou seja, 33% dos lares brasileiros com TV ligada estavam assistindo ao SBT. O resultado é positivo, já que a emissora costuma registrar 5 pontos com a novela "Carinha de Anjo" e o "Programa do Ratinho", na mesma faixa de horário, representando um crescimento de mais de 400%.

O crescimento, mesmo que pontual, é visto com bons olhos pela emissora, já que atrai investidores e propagandas. Até por isso, o SBT resolveu investir em outras frentes do futebol como a Champions League, a Copa América e torneios do futebol feminino, mostrando que busca fôlego para se posicionar como uma das referências em transmissões esportivas no Brasil nos próximos anos. 

Corinthians x Flamengo
Flamengo derrotou o Corinthians em São Paulo (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)


FLAMENGO NA GLOBO
Como comparação, a vitória do mesmo Flamengo sobre o Atlético-MG, em julho, na Copa do Brasil, fez com que a Globo registrasse 39 pontos e 58% de participação. Essa foi a maior audiência da TV - independente do gênero do programa, desde a final do BBB 2021 em 4/5/2021, que registrou 39 pontos e 60% de participação

O jogo ainda causou um aumento na audiência da Globo na chamada Faixa Noturna, que faz a média do público no horário entre 18h e 0h: 31 pontos e 48% de participação. Um recorde desde 4/5/2021. Se levar em consideração somente as quartas-feiras, essa foi a maior audiência desde 10/3/2021 (31 pontos e 49% de participação) e participação desde 5/5/2021 (29 pontos e 48% de participação).

HÁBITO DO PÚBLICO FAVORECE A GLOBO
O SBT tem, historicamente, menos audiência do que a Globo, que lidera os índices desde os anos 1970 com a novela das 20h - que recentemente passou a ser exibida depois das 21h. O folhetim é uma instituição consolidada nos lares brasileiros e costuma bater números acima dos 30 pontos de audiência.

Até por isso a emissora adotou a estratégia de esticar a atração até às 23h - normalmente a novela acaba às 22h30. Além disso, Pantanal é um remake de sucesso de audiência e repercussão na internet. Soma-se a isso o fato de que a Globo tem um público fiel na faixa de horário para explicar que o resultado do SBT deve ser comemorado pela emissora.

FUTEBOL X NOVELAS
Uma pesquisa publicada recentemente pelo instituto IPEC, a pedido do jornal "O Globo", aponta que 24,4% da população brasileira não torce para nenhum time. O número de torcedores do Flamengo, clube com maior apoio, é menor: 21,8%. Isso também ajuda a explicar o impacto das novelas na luta contra o futebol no SBT.

Esse resultado aponta de forma favorável para a vice-líder de audiência. Enquanto a Globo, quando transmite futebol, acumula os amantes do esporte e as pessoas que permanecem na emissora por hábito, o SBT conseguiu reunir o nicho de apaixonados pelo jogo, contando, obviamente, com flamenguistas e corintianos. 

+ Band cresce 400% com Fórmula 1; compare com números da Globo

REFLEXO EM OUTROS CANAIS
Não há dúvidas de que o esporte mobiliza a paixão de milhões de fãs e alguns possuem nichos muito fortes. Tanto que, mesmo com a Globo perdendo alguns dos direitos como a Fórmula 1 e os estaduais de Rio e São Paulo, o que pôde ser visto é que os esportes representaram um acréscimo de audiência para as novas detentoras, mas não conseguiram alcançar os números globais justamente por causa dessa fidelização do público cativo na TV aberta.

Não é possível cravar baseado em detalhes da negociação que a Globo venceu o SBT na disputa pelo próximo triênio da Libertadores por causa de audiência mais baixa. No entanto, o que se sabe é que as emissoras fizeram uma luta ferrenha - com valores oferecidos bem semelhantes - por esses direitos, o que fez a Conmebol  solicitar uma reunião extra para tomar uma decisão.

+ Diretor da Globo explica mudança que permitiu o retorno da Libertadores para a emissora

O trabalho do SBT vinha sendo bem avaliado pela Conmebol. O canal de Silvio Santos comprou os direitos após a Globo romper durante a pandemia e deu uma roupagem especial, fazendo, inclusive, um esquema especial de transmissão nas duas finais anteriores. O SBT também tinha se comprometido a mostrar a final independente se nela estivesse brasileiro ou não, o que quebrou uma prática da Globo que não costumava mostrar jogos sem brasileiros.

A Globo acabou levando a melhor e o SBT ficou com um "prêmio de consolação": a Copa Sul-Americana. A emissora do Rio precisou abrir mão de algumas práticas e, inclusive, aceitou transmitir a final mesmo que nela não tenha brasileiros e também mostrar os patrocinadores da Conmebol. O acordo vale de 2023 a 2025.