Walter Casagrande

Walter Casagrande em entrevista ao canal GloboNews (Reprodução / GloboNews)

LANCE!
05/06/2021
21:40
São Paulo (SP)

Em entrevista ao canal GloboNews neste sábado, o ex-jogador Walter Casagrande afirmou que os jogadores da Seleção Brasileira deveriam se recusar a jogar a Copa América no Brasil em respeito às vítimas do Covid-19 no país. De acordo com o comentarista, os atletas precisam mostrar para os dirigentes do futebol nacional que são parte essencial do espetáculo e que apenas um manifesto ou um protesto não será suficiente

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

- Chegou o momento dos jogadores da Seleção Brasileira tomarem uma posição, não só por eles, pela sociedade brasileira - que está numa crise sanitária enorme, vamos chegar a 460 mil mortos [por Covid-19], chegando a quase 500 milo mortos no país por causa do negacionismo do presidente da República -, então chegou o momento deles fazerem um movimento social - afirmou o ex-jogador.

- Ir libertando não só os jogadores de futebol, mas mostrando que o futebol não existe sem os jogadores. Pode ser o presidente da República, pode ser Rogério Caboclo, pode ser o presidente daquela Federação Paulista, se os jogadores não quiserem jogar, não tem o espetáculo - continuou o comentarista. 

- Um manifesto, jogar sobre protesto, indignação, não serve, não vai acontecer nada, as coisas vão andar do mesmo jeito. Precisa de uma atitude de peso: recusar jogar a Copa América em consideração, em respeito, com empatia a todas as famílias que perderam pessoas por causa da Covid-19 - concluiu Walter Casagrande. 

A Seleção Brasileira volta a entrar em campo nesta terça-feira, para enfrentar o Paraguai pela oitava rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. A Copa América 2021, que acontecerá no Brasil, está marcada para começar no dia 13 de junho.