Montagem - Milton Leite e Milton Neves

Milton Leite e Neves em atrito (Foto: Montagem LANCE! Fotos: Reprodução/SporTV e Reprodução/TV Bandeirantes)

LANCE!
10/05/2021
12:48
São Paulo (SP)

Dois homônimos da imprensa esportiva voltaram a tretar, neste domingo. O apresentador da Band Milton Neves rebateu uma frase do narrador do SporTV Milton Leite, o que reaqueceu uma antiga discussão entre eles. Neves chegou a chamar Leite de "covardão ingrato": "Você não aprende mesmo, hein? Não me arrependo de tê-lo tirado das barras dos tribunais".

+ Após rodada final, Paulistão dá início à fase mata-mata; confira aos jogos

A discussão começou na última semana, quando um seguidor do narrador confundiu Milton Leite com o colega de imprensa. O torcedor havia marcado equivocadamente o global em uma postagem relacionada ao presidente da República Jair Bolsonaro - apoiado por Milton Neves. Nos comentários, a voz do SporTV fez alusão de que é pior ser comparado com Neves do que concordar com Bolsonaro. 

- Me confundir com essa pessoa é mais ofensivo ainda - escreveu o locutor esportivo.

Pelo Twitter, no domingo, Milton Neves disparou contra o colega, recordando uma situação onde ele teria ajudado Leite a superar uma questão financeira. 

- Êta, ingrato Milton Leite. Você não aprende mesmo, hein? Não me arrependo de tê-lo tirado das barras dos tribunais (segundo você) e de tê-lo empurrado na TV, mas você merece um replay do seu comportamento a qualquer hora. Covardão, ingrato... Lembra do terceiro andar, de você chorando e implorando ajuda? - comentou ele, que seguiu:

- Tuitou que não aceitava ser confundido comigo, mas, quando estava desesperado, veio às lágrimas implorar merchan (propaganda) e dinheiro em meu escritório. E eu atendi o falso amigo. Falso grato interesseiro - disse Milton Neves.

O desentendimento entre eles não é novo. Os dois dividiram cabines na Jovem Pan. De acordo com o apresentador do programa "Terceiro Tempo", Milton Leite teria solicitado ajuda para ganhar mais dinheiro e anunciar patrocinadores em seu programa na rádio. A briga acabou sendo a única citada por Milton Neves em sua biografia. Ao Uol, em 2013, ele explicou o caso.

- Ao longo da minha história, ajudei algumas pessoas, e 80% delas são extremamente gratas. E há alguns ingratos. No livro, citei apenas um: Milton Rodrigues Leite. É um dos grandes narradores, tudo que faz, faz bem feito. Mas esse é ingrato. Na Jovem Pan, éramos amigos, e ele se aconselhava comigo.

- Um dia, teve problemas de família e me pediu ajuda. Ele apresentava o Show da Manhã, que eu patrocinava, e falou que precisava fazer propaganda para ganhar dinheiro. Passei a pagar cachê para ele anunciar um colchão. Três meses depois, falou que precisava de mais propaganda para ganhar dinheiro. Implorei, e o dono da Jovem Pan o liberou para fazer três ações de colchões concorrentes, todos os dias. Ele chorou de emoção. E eu pagava todo mês.

- Um dia, veio me dizer que recebeu proposta da ESPN Brasil. Eu falei: "Vá correndo. Televisão é futuro". Ele foi e me agradecia muito. Certo dia, José Trajano me criticou, e o Milton, para puxar saco, escreveu que eu era antiético porque fazia propaganda de duas cervejas ao mesmo tempo. Eu faço cerveja, mudo de cerveja, mas fico com uma só. Falei: "E você, sem vergonha, que para não ter problema fazia três colchões concorrentes todo dia para ganhar dinheiro?" Dei um cacete, e ele nunca se defendeu porque não tem como se defender.