Coletiva Fluminense - Wellington Silva

(Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Luiza Sá
08/09/2020
16:39
Rio de Janeiro (RJ)

A venda de Evanilson ao Porto (POR) na última segunda-feira pegou torcida e até a diretoria de surpresa, apesar do atacante estar visado no mercado. Para os companheiros, perder o jogador neste momento também foi algo inesperado, apesar de todos admitirem o bom momento do camisa 99. Em entrevista coletiva virtual nesta terça, Wellington Silva comentou a saída do companheiro.

- O Evanilson é um grande jogador. Sabíamos que poderia acontecer. Claro, que já agora é uma surpresa, porque ele estava nos ajudando muito, fazendo gols, ajudando em cada jogo o Fluminense e todos os companheiros. É um garoto muito humilde, que vinha fazendo um ótimo campeonato. A gente vai sentir muita falta, com certeza. Mas a gente deseja muita sorte, que ele possa ser muito feliz. Vai deixar saudade para todo o grupo. Vamos tentar mudar o chip o mais rápido possível, não podemos ficar sentindo tanta falta. Dentro de campo a gente tem que encontrar soluções. Quarta-feira tem um grande jogo, um clássico, a gente já tem que estar pensando, focado nesse jogo e tomara que a gente possa conseguir os três pontos - afirmou.

Wellington Silva vem sendo reserva, mas, com a ausência de Evanilson, recebeu a oportunidade como titular na derrota por 3 a 1 contra o São Paulo, na oitava rodada do Campeonato Brasileiro. 

- Quando a gente não vem tendo muitos minutos e não tem uma sequência é difícil estar bem, estar ali 90 minutos para dar o melhor. Esse jogo eu fui muito feliz não só pelo gol, mas me dediquei muito na marcação. São Paulo é uma equipe que bota os jogadores muito para frente. É um jogo que exige muito do atleta e como eu não vinha jogando, não estava tendo muito tempo, eu senti um pouco de dificuldade - admitiu Wellington.

- Então certeza que aos poucos e ganhando minutos eu vou melhorando, vou avançando e agradecer ao Papito (Odair) pela oportunidade. Infelizmente a vitória não veio, mas como eu digo, a gente tem que sempre pensar no próximo e quarta-feira a gente tem um grande jogo. A gente tem que fazer um jogo perfeito, não pode errar, não pode vacilar, tem que estar os 90 minutos ligados ali porque o Flamengo tem uma grande equipe e qualquer erro pode custar caro - completou.

O Fluminense entra em campo às 21h30 desta quarta-feira, no Maracanã. A partida é válida pela nona rodada do Brasileirão. O atacante não participou dos confrontos nas finais contra o Flamengo, na Taça Rio e no Campeonato Carioca, ficando no banco apenas no primeiro jogo da decisão do Estadual. Este será o sexto Fla-Flu do ano.

- Esse ano tá sendo um pouco diferente por tudo isso que a gente vem acontecendo, não só no nosso país, mas no mundo inteiro. A a gente vem tentando se acostumar com o que vier pela frente. É mais um clássico, jogo muito importante, rivalidade muito grande e a gente espera fazer um bom jogo. A gente sabe da dificuldade, sabe quem vem de dois jogos que não consegue a vitória, mas tem que pensar sempre na frente, pensar sempre no próximo adversário. É um clássico, a gente precisa desse jogo para voltar a ganhar, ganhar moral, fazer os três pontos e dar alegria nossa torcida que quer sempre estar ganhando e a gente espera melhorar e quarta-feira fazer um grande jogo - finalizou.