Guilhermo De Amores durante treinamento no Fluminense

De Amores ficou no banco em apenas uma partida e nunca entrou em campo (Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C)

LANCE!
20/08/2020
17:52
Rio de Janeiro (RJ)

O goleiro Guillermo de Amores entrou na Justiça contra o Fluminense cobrando verbas trabalhistas não pagas e danos materiais e morais relacionados à grave lesão sofrida no joelho em 2018. O uruguaio, que nem chegou a entrar em campo pelo Tricolor, pede R$1.569.138,95 em processo que corre no Tribunal de Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro. A informação foi divulgada inicialmente pelo "Saudações Tricolores" e pelo "ge".

De Amores acusa o departamento médico do Fluminense de erros no diagnóstico e tratamento de sua lesão no joelho direito. Além disso, o goleiro afirma que teve complicações nas cirurgias realizadas enquanto esteve no clube, como infecção, e que só conseguiu se curar com um especialista na Espanha.

No documento, o jogador ainda diz ter ficado com uma sequela permanente no músculo da sua coxa e que esses problemas o “impedem de exercer suas atividades laborativas no mesmo nível em que estava quando se apresentou ao clube carioca”.

Guillermo de Amores foi contratado pelo Fluminense em janeiro de 2018, na gestão de Pedro Abad, após vários pedidos da torcida nas redes sociais. Ele nunca chegou a entrar em campo e ficou no banco em apenas uma oportunidade, sendo criticado publicamente por Abel Braga na época. O goleiro saiu do Flu em julho de 2019, passou um ano sem clube e foi contratado recentemente pelo Fénix, do Uruguai.