Roger Machado - Fluminense x Santa Fé

Roger, durante partida entre Fluminens e Santa Fe (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Luiza Sá
13/05/2021
00:38
Rio de Janeiro (RJ)

Não foi fácil, mas o Fluminense segue invicto na Libertadores. Nesta quarta-feira, o Tricolor venceu o Independiente Santa Fe (COL), de virada, por 2 a 1, na quarta rodada da fase de grupos, no Maracanã. Após a partida, o técnico Roger Machado comemorou o resultado em entrevista coletiva e, apesar dos questionamentos, garantiu ver sua equipe com força defensiva. Os gols do jogo foram de Fred e Caio Paulista. González descontou.

> ATUAÇÕES: com brilho do banco, Fluminense vence Santa Fe de virada e encaminha vaga nas oitavas


- Nossa equipe é sólida. O adversário teve maior volume de jogo, mas quando finalizou foi de fora da área ou desequilibrado. Temos média de menos de um gol sofrido por partida. Estamos enfrentando dentro de um grupo duas equipes talentosas no manejo da bola. Inevitavelmente vai sofrer um pouco mais. O Santa Fe de certo modo nos surpreendeu marcando alto dentro do nosso estádio, fazendo com que tivéssemos que recuar a bola e fazer lançamentos - analisou.

Veja como ficou a tabela da Libertadores

- Aí sim tivemos pouca aproximação para construir a partir do nosso campo, o que nos gerou dificuldade. No segundo tempo voltamos melhor e equilibramos, eles fizeram um jogo muito físico. Acho que aí sim estivemos muito abaixo nas disputas individuais. Sempre há o que corrigir, mas não vejo a equipe sem solidez. Pegamos grandes adversários, temos sempre que contextualizar - completou.

O resultado colocou o Flu como o líder isolado do Grupo D, com oito pontos, e precisando de apenas mais um empate para garantir a vaga nas oitavas de final. Já o River Plate (ARG) fica com seis em segundo e o Junior Barranquilla (COL) vai para o terceiro lugar, com três. O Santa Fe, lanterna da chave, tem apenas dois. Roger exaltou o rendimento da equipe e mais uma vez criticou os questionamentos com relação às atuações, frisando a importância de conquistar pontos.


- Sabemos que pegamos um grupo difícil, por vezes os questionamentos nas coletivas falando do sofrimento que temos, estamos jogando Libertadores. Uma competição extremamente difícil. A expectativa do ambiente externo é que teríamos dificuldades para sermos competitivos nesse grupo. Estamos mostrando que, com união, solidariedade e persistência, além de jogar a partida hostil da Libertadores, sem ter a bola no pé, estamos liderando o grupo. Isso fica muito claro e por vezes não conseguimos nem curtir uma vitória em função de ter vencido mas sem convencer. Bons são os três pontos. O torcedor vai dormir feliz, mesmo tendo sofrido - disse.

O Fluminense terá pouco tempo para comemorar o resultado. Nesta quinta-feira, a equipe já se reapresenta no CT Carlos Castilho para a preparação visando a final do Campeonato Carioca. O primeiro jogo é já neste sábado, diante do Flamengo, às 21h05. O Flu, porém, já entra em campo novamente na terça, contra o Junior Barranquilla (COL), no Maracanã. Roger não abriu se irá de time misto, mas reafirmou a confiança no grupo.

- Vamos ver amanhã (quinta-feira). Hoje só quero curtir os três pontos importantes da Libertadores. Mas tenho um grupo forte que correspondeu bem sempre que foi necessário. Desde os meninos, quando no início tivemos um grupo diferente para que os profissionais tivessem os 10 dias de recesso. Hoje não me preocupa em nada os nomes que vão a campo. Estamos sempre bem servidos - finalizou.