Defensor

Elenco do Defensor é recheado de jovens jogadores após perda de algumas peças (Foto: Divulgação/Defensor)

Luiza Sá e Marcello Neves
01/08/2018
06:00
Rio de Janeiro (RJ) 

Depois de sofrer com a altitude de Potosí, o Fluminense se prepara para encarar o Defensor Sporting (URU) na próxima quinta-feira, no Maracanã. A partida será às 21h45 (de Brasília) e dará ao Tricolor a oportunidade de se redimir depois da derrota para o Ceará no Brasileirão. Os uruguaios usam a lembrança da eliminação do Flamengo na Libertadores de 2007, no mesmo estádio, para se motivar, mas muita coisa mudou de lá para cá. 

O rival do time de Marcelo Oliveira nesta partida da Sul-Americana tem pouca tradição em competições continentais, vive uma crise recente e ainda procura se reencontrar no Campeonato Uruguaio. Para conhecer o adversário, o LANCE! conversou com os jornalistas Mateo Parodi, do portal uruguaia Salimo, Silvia Pérez, do El País, e Nicolás Musetti, da Rádio Defensor, para saber os principais pontos do adversário. 

Como o Defensor (URU) chega para a partida?

A equipe uruguaia chega com dois jogos disputados após a parada para a Copa do Mundo. O Defensor bateu o recém-promovido Atenas por 5 a 2, e perdeu o clássico contra o Danubio, dentro de casa, por 2 a 1. É um período de duvidas na equipe, que não vive boa fase e já acumulava uma sequência de derrotas mesmo antes do Mundial da Rússia. Recentemente, o clube contratou três jogadores para somar ao jovem elenco: Correa, Santos e Navarro para as vagas de Cabrera, Facundo Castro e Carlos Benavidez, que deixaram a equipe.

Quais são os pontos fortes da equipe?
O ponto forte do Defensor é o setor de meio de campo. A consistência defensiva com os cinco homens que fecham meio é destaque. As subidas dos volantes Ayrton Cougo e Mathias Suárez são as principais armas no contra-ataque. Por ter uma equipe jovem, os uruguaios são conhecidos pela sua grande intensidade e mantém a mesma forma de jogador independente do adversário, sendo uma pedreira em todos. 

E os pontos fracos?
Sem dúvida, a defesa. Existe muitas crítica neste setor da equipe. Foram quatro gols sofridos nos últimos dois jogos, além de goleadas contra Atenas, River Plate (URU) e Peñarol. A dupla formada por Correa, um homem de experiência, mas um pouco lento, e Alvarez, que ainda não mostrou a que veio no clube, é bastante criticada. 

Quem são os principais jogadores?
Ayrton Cougo é o principal jogador do Defensor Sporting. É o "fator surpresa" jogando à esquerda, subindo bastante para atacar. O volante tem capacidade física aliada a juventude, sendo um dos mais técnicos da equipe. Outra chave é o capitão, Mathias Cardacio, um excelente meio-campista que jogou na Europa.

Como está sendo o trabalho do treinador Eduardo Acevedo?
Eduardo Acevedo lidera a equipe há mais de um ano, mas está sendo bastante criticado nos últimos dois meses. Em 2017, ele ganhou o Apertura, mas depois perdeu as finais do Torneio Intermediário e do Campeonato Uruguaio. Foi escolhido como o melhor treinador da temporada. Apesar dos resultados ruins recentes, é querido pelos torcedores e não deve deixar o cargo tão cedo. 

Como a imprensa uruguaia vê a eliminatória?
Sílvia Pérez, do El País, vê o Defensor como favorito devido a campanha realizada na Libertadores. Em um grupo com o atual campeão Grêmio, por pouco não conseguiu a classificação para a próxima fase. Já Mateo Parodi e Nicolás Musetti colocam o favoritismo no Fluminense pela má fase vivida pela equipe uruguaia e pela diferença nos orçamentos. 

Expectativa de repetir a eliminatória contra o Flamengo
A expectativa da imprensa uruguaia é que o Defensor repita a eliminatória que fez contra o Flamengo, na Libertadores 2007. Também sem o favoritismo, a equipe venceu por 3 a 0 no Uruguai e se classificou mesmo com derrota por 2 a 0 no Maracanã. É considerado um dos maiores triunfos da equipe na história.