Lazlo Dalfovo
05/07/2020
17:56
Rio de Janeiro (RJ)

A confusão causada por conta do modelo de transmissão não refletiu em campo. Para o torcedor, o Flamengo deste domingo, diante do Volta Redonda e pela semifinal da Taça Rio, foi o mesmo, sem surpresas, o que culminou em uma vitória tranquila por 2 a 0, com gols de Bruno Henrique e passes de Gabigol. O palco foi o Maracanã.

A dupla de "avançados" de Jorge Jesus levou o Rubro-Negro, que já tinha a vantagem do empate, à decisão da Taça Rio. A final do returno estadual será disputada contra o Fluminense, nesta quarta. Caso vença, torna-se campeão do Carioca de forma antecipada

O JOGO

O primeiro gol do Flamengo surgiu com a mesma naturalidade de uma atividade diária no Ninho do Urubu. Depois de um lance de susto, onde Diego Alves teve que trabalhar com o arremate de Pedrinho, Gabigol tocou de primeira, achando Bruno Henrique milimetricamente. Com Classe, o camisa 27 não perdoou e abriu o marcador, ainda com 20 minutos.

O lance foi um deleite para os admiradores do esquema com dois "avançados", ainda mais com uma dupla letal, disposta a empilhar gols e afiada. E como estava afiada... O primeiro tempo se desenhou com um Flamengo "à Flamengo", com imposição e alugando o campo do Voltaço, que, limitado, embora mais organizado taticamente em relação ao Boavista (último adversário do Fla), ainda tentou sair e tirar os rivais de seus domínios. Sem êxito.

Mas nada de outra bola na rede até o segunda etapa.

Já após o intervalo, na mesma toada, o Flamengo, no seu positivo "modo automático", ampliou o placar com os mesmo personagens do primeiro gol, inclusive com o roteiro similar: passe açucarado de Gabigol e gol de Bruno Henrique, que, desta, driblou o goleiro Douglas Borges antes de conferir: 2 a 0.

Por falar no Douglas, ele evitou que gols em profusão saíssem logo em seguida. Imponente como de praxe, ainda mais com as cinco alterações, o Flamengo ainda desperdiçou um caminhão de chances, como já havia ocorrido contra o Boavista. Tiveram chances para Gerson, Gabigol, Arrascaeta, Vitinho... Todas de dentro da área, por vezes da marca da cal.

E, assim, encerrou a partida. Vaga esperada, assim como a atuação vistosa do Fla, e assegurada. Agora só resta um... um passo a mais para o título estadual. 

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2X0 VOLTA REDONDA


​Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e horário: 5 de julho de 2020, às 16h
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Daniel do Espírito Santo Parro
Público: Não houve.

Gols: Bruno Henrique (20'/1ºT) e (4'/2ºT)

Cartões amarelos: Filipe Luís (FLA)
Cartão vermelho: -

FLAMENGO (Técnico: Jorge Jesus)
Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão (Diego, 28'/2ºT), Gerson (Thiago Maia, 28'/2ºT), Everton Ribeiro (Michael, 14'/2ºT) e Arrascaeta (Vitinho, 14'/2ºT); Bruno Henrique (Pedro, 42'/2ºT) e Gabigol.

VOLTA REDONDA (Técnico: Luizinho Vieira)
Douglas Borges; Oliveira, Heitor, Daniel Felipe e Luiz Paulo; Bruno Barra (William Mineiro, 39'/2ºT), Wallisson (Pedro Thomaz, 39'/2ºT), Marcelo (Luan Martins, 44'/2ºT) e Bernardo (Saulo Mineiro, intervalo); Pedrinho e João Carlos (Juan Carlos, 44'/2ºT).