Eleições no Flamengo - Patricia Amorim

Patricia Amorim apoiou Landim na campanha presidencial (Diego Maranhao/AM Press)

Alexandre Araújo e Matheus Dantas
13/12/2018
15:44
Rio de Janeiro (RJ)


Em processo de montagem da nova diretoria do Flamengo, o presidente eleito Rodolfo Landim enfrenta o primeiro 'obstáculo'. Durante o processo de transição, um nome que surgiu para assumir a vice-presidência de Esportes Olímpicos foi o de Patrícia Amorim (informação publicada, primeiramente, pelo blog "Ser Flamengo"), porém, a possibilidade não agradou aos grupos políticos que apoiaram a candidatura de Landim, que demonstraram bastante resistência quanto ao retorno da ex-presidente.

Hoje à noite haverá uma reunião para se 'colocar os pingos nos i's', definição de alguns nomes da nova cúpula e, inclusive, colocar em pauta uma discussão em torno do nome de Patricia. Há a possibilidade de se assumir uma espécie de Plano B.

Landim tomará posse na noite da próxima quarta-feira e há a chance de, na solenidade, anunciar os nomes fortes de diversas pastas. Até o momento, o único vice-presidente divulgado de forma oficial foi Marcos Braz, que assumiu o futebol.

Patricia apoiou Landim e marcou presença tanto na eleição presidencial do Conselho Diretor quanto do Conselho Deliberativo - vencida por Antonio Alcides, da Chapa Roxa. O próprio Landim agradeceu à Patricia pelo endosso na campanha.

Patricia Amorim foi presidente do Flamengo entre 2010 e 2012 e, no pleito de 2012, foi derrotada nas urnas pela Chapa Azul, à época, encabeçada por Eduardo Bandeira de Mello e que tinha também Landim, Eduado Baptista, o Bap, Wallim Vasconcellos - hoje, cúpula da Chapa Roxa.