Flamengo x Cruzeiro

Bruno Henrique rendeu e fez dois gols (Foto: Celso Pupo/Fotoarena)

Sergio Santana
28/04/2019
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Mais do que a vitória, a partida contra o Cruzeiro pode ser importante para o futuro do Flamengo na atual temporada. No Maracanã, a equipe comandada por Abel Braga teve uma boa atuação no segundo tempo e possui dois fatores que vão se confirmando como essenciais para a equipe: a intensidade da marcação no meio-campo e a presença de Bruno Henrique como centroavante.

Bruno Henrique, mais uma vez, apareceu em uma partida grande e foi o protagonista da vitória. Com a marca de 11 gols marcados em 17 jogos feitos pelo Flamengo, o camisa 27 vem se confirmando como o centroavante do time, novidade na carreira, já que ele, durante boa parte da passagem pelo Santos, atuava pelo lado esquerdo do ataque.

- Justificativa é essa. Quando quer marcar alto, ninguém faz isso melhor do que ele, pela velocidade, altura. Ele taticamente é fantástico. Agora pode mexer em todo mundo, menos nele. Senão vão dizer que sou maluco. Torcedor me dá porrada, mas paciência, não vou responder nada. Vou fazer meu trabalho - explicou Abel, sobre a presença de Bruno Henrique como centroavante.

Marcação alta. Mais um ponto que, aos poucos, torna-se notável no Flamengo de Abel Braga. O Rubro-Negro é marcado por um meio-campo de marcação forte e intensa, com a intenção de destruir os ataques adversários e fazer a transição em velocidade, aproveitando os espaços deixados pelo adversário no próprio campo defensivo. 

Este fator foi importante nos clássicos no Campeonato Carioca e teve o mesmo valor na vitória sobre o Cruzeiro. Diante do forte meio-campo da Raposa, com Romero, Henrique e Rodriguinho, o Flamengo buscou focar as atenções em acabar com as jogadas do time mineiro. Dito e feito, já que a equipe treinada por Mano Menezes pouco criou e sucumbiu às ações do Rubro-Negro.

O Flamengo conseguiu 'se redimir' da derrota para a LDU, pela Libertadores. Apesar de serem competições diferentes, a atuação do Rubro-Negro traz uma luz no fim do túnel e a esperança pela consolidação de um estilo de jogo. O clube da Gávea passou do primeiro 'grande teste' no Campeonato Brasileiro.