Hugo Souza - Flamengo

Hugo Souza foi o centro das atenções no jogo desta noite (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

LANCE!
25/02/2021
23:07
São Paulo (SP)

O Flamengo repetiu 1980, 1982, 1983, 1987, 1992, 2009 e 2019 e se consagrou campeão brasileiro na edição de 2020. O octacampeonato foi assegurado somente após a última rodada findar, nesta quinta-feira, e com um drama cinematográfico. O Rubro-Negro perdeu para o São Paulo, por 2 a 1, no Morumbi, mas levou a taça pois o Internacional não venceu, apesar da pressão até o último segundo. E Hugo Souza, agora um recordista no clube, viveu uma noite de pesadelo e chorou no final... Mas foram lágrimas de satisfação. 

Hugo Souza atuou no último jogo do Flamengo no Brasileirão, o seu 23º na competição. Com isso, Neneca (como é conhecido nos corredores do Ninho do Urubu) se tornou o goleiro mais jovem a ganhar o Brasileiro como titular do Rubro-Negro.

Cria da base, Hugo tem 22 anos e superou Raul (que tinha 36 anos no primeiro título, em 1980), Zé Carlos (25 anos em 1987), Gilmar (33 anos em 1992), Bruno (25 anos em 2009) e Diego Alves (34 anos em 2019).

FALHAS E LÁGRIMAS APÓS O APITO FINAL

Hugo Souza falhou nos dois gols do São Paulo, clube que já trazia um trauma por conta da famigerada bola perdida na estreia de Rogério Ceni, pela Copa do Brasil. Nesta noite, o camisa 45 levou gol de falta em seu canto, ao montar a barreira equivocadamente. Depois, errou na saída de bola, que terminou a jogada na rede do arqueiro. O pesadelo não parecia ter fim. 

E Hugo não segurou o choro quando o Fla ficou com o título, ao fim da derradeira rodada. Ele foi abraçado por companheiros e ouviu um discurso em particular de Rogério Ceni. O goleiro chegou a pedir desculpas à torcida rubro-negra, mas ressaltou o orgulho que sente da equipe.

- Triste pela falha, óbvio, perdão à Nação. Jogo como esse não pode falhar. Foi uma temporada complicada, mas superamos e, hoje, somos bicampeões brasileiros. Tenho muito orgulho de todos. O Flamengo é gigante - falou Hugo, em entrevista à "Rede Globo", na saída de campo. 

São Paulo x Flamengo - 38ª rodada do Brasileirão
Com Hugo, Fla foi octacampeão (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

O QUE MAIS MAIS JOGOU NA META

Com 23 jogos, Hugo Souza também foi, neste Brasileiro que se encerrou, o goleiro com mais participações dentre todos do elenco. Em seguida vêm Diego Alves, o titular da posição mas assolado por lesões ao longo da temporada, com dez jogos, Cesár, com cinco (e a caminho do Atlético-GO, por empréstimo) e Gabriel Batista, que atuou em três partidas.

A reviravolta da jornada de Hugo Souza pelo Flamengo é digna de filme. Em setembro de 2020, por exemplo, um dos empresários de Hugo (André Bahia) chegou a dizer que o Fla não tinha projeto para o então quarto goleiro do elenco profissional. 

Neneca não era lembrado pelas comissões técnicas, mesmo que a sua passagem pela base tenha sido de brilho, com títulos (como Brasileiro Sub-20 e Copinha) e até convocação para a Seleção Brasileira principal, em 2018. 

Agora, depois de uma noite tão intensa, o nome de Hugo Souza está eternizado na história.