Emelec x Flamengo

Gabigol é a principal esperança do Flamengo para esta quarta-feira (Foto: Rodrigo BUENDIA / AFP)

LANCE!
30/07/2019
18:10
Rio de Janeiro (RJ)

O Flamengo terá a missão de superar o revés na partida de ida, alijar a desvantagem de dois gols de diferença e avançar às quartas de final da Libertadores. Nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), o time de Jorge Jesus recebe o Emelec, no Maracanã, que estará com a casa cheia - todos os 60.500 ingressos já foram adquiridos pela torcida rubro-negra

Desde 1981, o Flamengo não é campeão da Libertadores. Em relação às quartas, o clube da Gávea não chega desde 2010, quando o time de Adriano e Vágner Love caiu para a Universidad de Chile.

Para repetir o feito e seguir alimentando o sonho do bicampeonato, Jesus não poderá contar com Diego Ribas, Vitinho, Rodrigo Caio, Lincoln e Léo Duarte (a caminho do Milan). Quanto a Éverton Ribeiro e Arrascaeta, ainda espera para saber se irão para o jogo. Assim, o maior depósito de confiança fica por conta de Gabigol, artilheiro do time na temporada, com 20 gols. Hora de decidir. 

Confira mais informações do jogo entre Emelec e Flamengo, pela Libertadores:

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-hora: 31 de julho de 2019, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Assistentes: Hernán Maidana e Julio Fernández (ambos da Argentina)
Árbitro de vídeo: ​Mauro Vigliano (ARG)

Onde ver: Globo, FOX Sports e Tempo Real do LANCE!
Parcial de vendas: 60.500 ingressos vendidos (e esgotados)

FLAMENGO (Técnico: Jorge Jesus)

Diego Alves; Rafinha, Thuler, Pablo Marí e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Gerson e Berrío (Éverton Ribeiro/Arrascaeta); Bruno Henrique e Gabriel Barbosa.

Suspensos: -
Lesionados: Diego Ribas, Vitinho, Lincoln e Rodrigo Caio
​Pendurados: -

EMELEC (Técnico: Ismael Rescavo)

Dreer; Caicedo, Jaime, Mejía e Bagüí; Arroyo, Godoy, Queiroz, Cabezas (ou Orejuela); Guerrero e Angulo.

Suspensos: Leandro Vega
Lesionados: Leguizamón
Pendurados: Ninguém

Palpites: Na redação do LANCE!, 70% acreditam na classificação do Flamengo. O restante, 30%, aposta vaga na do Emelec.