Paulo Sousa - Flamengo

Paulo Sousa faz sinal de positivo em Flamengo 1x0 Goiás (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Lazlo Dalfovo
22/05/2022
06:50
Rio de Janeiro (RJ)

A pressão pelo início ruim no Brasileiro, os bastidores em ebulição por conta do "caso Diego Alves" e as características reativas do Goiás fizeram o Flamengo iniciar o jogo deste sábado com Gabigol e Pedro no ataque pela primeira vez na competição. E a vitória por 1 a 0, embora com atuação oscilante e vaias da torcida, deu respostas animadoras para a sequência. A atuação de um cerebral Gabi e a consistência da zaga são as principais.

Com Pedro como referência desde o início, Gabi teve a função de ser um meia e flutuar por trás do camisa 21. Em sua habitual e intensa movimentação, apoiou o ataque caindo pelos dois lados. Pelo direito, acertou um belo passe de trivela para Matheuzinho, cujo cruzamento culminou no gol solitário de Pedro. Na esquerda, criou outras boas oportunidades, sendo um lançamento para Bruno Henrique, que concluiu mal. 

> ATUAÇÕES: Pedro e Gabi vão bem juntos e recebem maiores notas

Se Arrascaeta e Everton Ribeiro não brilharam, Gabi, que deu 42 passes e não errou nenhum (segundo o "Footstats"), foi o principal articulador de uma equipe que teve bastante volume de jogo no primeiro tempo e que foi elogiada por Paulo Sousa:

- A equipe esteve muito bem na primeira parte, com intensidade alta, criação. Podíamos ter feito mais gols, na segunda parte tivemos condições de controlar mais o jogo. Jogamos bem, com transições, acelerações e mudanças de velocidades - elogiou o Mister.

Pelo rendimento criativo de Gabi e oportunismo de Pedro, dá para dizer Paulo Sousa sai do teste satisfeito com a resposta recebida diante de um adversário defensivo. E outra conclusão positiva tem a ver com a dupla de zaga.

Pablo e Rodrigo Caio - Flamengo
Pablo e Rodrigo Caio atuaram juntos pelo segundo jogo consecutivo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

Todo o sistema defensivo foi exemplar e merece ser enaltecido, mas Rodrigo Caio e Pablo, juntos como titular pelo segundo jogo consecutivo, foram fundamentais para que o Fla saísse mais uma vez vitorioso e sem ser vazado. Contra a Universidad Católica, já não havia sofrido gol (venceu por 3 a 0).

Diante dos goianos, se o time arrefeceu no segundo tempo e pouco produziu ofensivamente, a dupla de zagueiros segurou a bronca nas bolas alçadas. Juntos, rebateram 11 bolas e ganharam sete duelos aéreos, de acordo com o "Sofascore", por exemplo. Além disso, foram ativos na saída de bola (cada um acertou 70 passes), com bons passes verticais que possibilitaram as aprovadas "acelerações" - citadas pelo Mister.

> Veja a tabela do Brasileirão

O próximo jogo do Flamengo será novamente no Maracanã, contra o Sporting Cristal, pela Libertadores, e o terceiro de cinco confrontos consecutivos no estádio. Se a torcida permanece com os seus justos motivos para estar ressabiada, ao menos há o que Paulo Sousa tirar de proveito numa vitória apertada contra um limitado Goiás, mas essencial para o embalo na temporada.