ANÁLISE: Flamengo regride após Data Fifa, sofre com apatia e é dominado em todos os sentidos pelo RB Bragantino

Goleada escancara problemas do Rubro-Negro que vão além do resultado

gazeta-press-foto-1894330-scaled-aspect-ratio-512-320
Pedro, em destaque, lamenta chance perdida durante o jogo contra o Bragantino (Foto: Eduardo Carmim/Gazeta Press)

Escrito por

A goleada sofrida para o Red Bull Bragantino não foi o maior prejuízo do Flamengo. Muito mais do que o resultado, a passividade da equipe no jogo ligou o sinal de alerta no clube. Dominado do primeiro ao último minuto, o Rubro-Negro realizou sua pior atuação desde a chegada de Jorge Sampaoli.

Os números, geralmente, podem enganar ao contar a história de uma partida, mas esse não foi o caso de Flamengo x Bragantino. Os mandantes empurraram a equipe rubro-negra para trás, quebraram a saída de bola e foram dominantes. Ao todo, foram 36 finalizações do time de Pedro Caixinha, sendo 13 no gol, contra sete dos visitantes, nenhuma na direção da meta defendida por Lucão.

+ Veja a classificação do Brasileirão

Desde o início, a escolha de Sampaoli por Léo Pereira na lateral esquerda não funcionou. Ayrton Lucas não tinha condições físicas por ter sido titular na Data Fifa, e a idade avançada impede que Filipe Luís tenha uma sequência no time. Improvisado, o zagueiro foi totalmente dominado pelo ataque do Bragantino. Wesley e Fabrício Bruno também foram mal, enquanto Matheus Cunha foi o melhor do Flamengo.

+ ATUAÇÕES: Flamengo é goleado pelo Bragantino e Thiago Maia recebe pior nota

Se a defesa foi mal, o meio-campo fez pior. Depois de crescer de produção, Thiago Maia fez uma das suas piores partidas com a camisa do Flamengo. Falhou em dois gols do Bragantino e esteve totalmente perdido na marcação. Com Arrascaeta e Gerson em noite discreta, a bola não chegava com qualidade ao ataque e o jogo não fluía.

Por isso, a atuação de Pedro e Cebolinha ficaram comprometidas. Os atacantes, também, quando tiveram oportunidades, foram mal. Sampaoli até tentou mexer no time, mas as alterações não surtiram qualquer efeito. Como mencionado, a atuação abaixo impressionou, mas o que surpreendeu mesmo foi a passividade do time.

Red Bull Bragantino x Flamengo – Campeonato Brasileiro
Thiago Maia foi um dos destaques negativos do Flamengo no jogo (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

A surpresa de Sampaoli na coletiva após a partida não é por acaso. O Flamengo vinha de dez jogos de invencibilidade, resultados positivos na Copa do Brasil e Libertadores, além de uma crescente significativa na sinergia com a torcida. Não é que a goleada vai quebrar tudo isso, mas é um sinal de alerta grande.

O Rubro-Negro não foi apenas dominado com a bola no pé. Desde que pisou no gramado do Nabi Abi Chedid, o Flamengo também se sentiu derrotado pela postura. Enquanto o Bragantino mordia, buscava a "pelota" e tentava criar, a equipe de Sampaoli ficou no marasmo e não conseguiu finalizar uma vez sequer.

+ David Luiz explica goleada sofrida pelo Flamengo: 'Não jogamos'

A equipe de Jorge Sampaoli terá a chance de se redimir no domingo (25), diante do Santos, também pelo Brasileirão. O Flamengo entra em campo às 18h30 (de Brasília), em Vila Belmiro fechada por conta das confusões protagonizadas pela torcida do Peixe no clássico contra o Corinthians.

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter