wagner pires de sá

Wagner terminou o primeiro ano e mandato com os títulos do Mineiro e da Copa do Brasil- Divulgação

Valinor Conteúdo
26/11/2018
15:44
Belo Horizonte

O presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, avaliou de forma positiva seu primeiro ano na gestão do clube. Mas ainda lamenta erros que, em sua visão, prejudicaram a Raposa na temporada.

Pires cita nominalmente erros de arbitragem que tiraram pontos do Cruzeiro no Brasileiro e eliminaram a Raposa da Libertadores, como a expulsão de Dedé nas quartas de final da competição sul-americana diante do Boca Juniors.

- Infelizmente, uma das competições que tínhamos chance de vencer, a Libertadores, nos foi tirada fora dos gramados, e não é reclamar nem nada. Eles dizem que os times brasileiros não têm força na Conmebol e até parece que é verdade, porque eles falam espanhol. E nós, infelizmente, falamos português. No próprio Brasileiro tivemos sete gols anulados. Isso prejudicou o time. Foram 14 pontos que perdemos, e que estaríamos disputando o título do Brasileiro.

O mandatário celeste aproveitou a fala e aponta que o elenco de 2019 terá reforços pontuais e crê no Cruzeiro disputando todos os campeonatos que jogar no próximo ano.

- Nesse primeiro ano, nós fizemos o que tínhamos que fazer. Trabalhamos e a equipe é excelente. Pretendemos manter a equipe para o ano que vem e, eventualmente, com pequenos acertos pontuais. Temos uma equipe competitiva, esperamos disputar as quatro competições, disputar e ganhar, disse.

O Cruzeiro terá pela frente em 2019, Campeonato Mineiro, Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.