Robinho tem tido um 2019 bom, conseguindo ser um dos articuladores de jogadas da Raposa ao lado de Rodriguinho

Robinho já foi responsável por trinta assistências para gols desde que chegou ao Cruzeiro- Vinnicius Silva/Cruzeiro

Valinor Conteúdo
12/04/2019
17:29
Belo Horizonte

A cada dia, o meia Robinho vai escrevendo uma história de sucesso com a camisa do Cruzeiro. Na noite de ontem, no Mineirão, com a goleada da Raposa por 4×0 diante do Huracán, o camisa 19 cruzeirense quebrou o seu recorde de invencibilidade na carreira. Agora, Robinho está há 15 jogos sem perder. São 11 vitórias e quatro empates.

Se não bastasse o recorde de invencibilidade, Robinho teve um motivo a mais para comemorar a vitória contra o Huracán. Isso porque, a Raposa conquistou sua classificação para a próxima fase da Libertadores com duas rodadas de antecedência. Vale lembrar, que Robinho deu a assistência para o gol de Rodriguinho no duelo diante dos argentinos no turno.

-Estou muito feliz, construindo uma linda história no Cruzeiro. Me identifiquei muito com o clube e quebrar esse recorde de invencibilidade na carreira significa muito para mim, principalmente porque disputamos competições do mais alto nível e isso só comprova a força da nossa equipe- declarou o meia de 31 anos.

Reconhecido pelas assistências, já são 30 com a camisa do Cruzeiro, Robinho faz questões de dividir os méritos com todo o grupo.

-Nosso time é formado por jogadores experientes, que aguentem a pressão e isso é um diferencial muito grande numa competição como a Libertadores. Comecei muito bem 2019, mas não apenas eu, o time todo vem jogando bem. Estão todos de parabéns, mas sabemos que tem muita coisa para acontecer no ano e temos grandes pretensões-admitiu uma das referências da Raposa.
Um dos objetivos de Robinho e seus companheiros é conquistarem o bicampeonato mineiro. No próximo domingo, a Raposa fará a primeira partida da final do estadual diante do Atlético Mineiro, no Mineirão. Se for campeão nesta temporada, Robinho chegará ao seu sexto estadual. Experiente, ele sabe das dificuldades da decisão.

-Final, ainda mais com clássico não é possível apontar qualquer vantagem. Vencemos ano passado e queremos muito o bicampeonato. Porém, sabemos que do outro lado encontraremos um adversário mordido e que fará de tudo para ser campeão também. Temos que ter muita atenção e respeito ao nosso rival- finalizou.