Wagner Pires de Sá nomeou Itair Machado para o cargo no futebol do Cruzeiro

Pires de Sá e Itair Machado são considerados os "cabeças" dos esquemas de irregularidades praticadas no Cruzeiro-(Foto: Reprodução Instagram)

Valinor Conteúdo
15/10/2020
15:26
Belo Horizonte

O Ministério Público de Minas Gerais denunciou nesta quinta-feira, 15 de outubro, Wagner Pires de Sá, Itair Machado e Sérgio Nonato, ex-dirigentes do Cruzeiro e outras seis pessoas, um ex-assessor de futebol do clube, três empresários, um ex-presidente do Ipatinga e o pai de um atleta das categorias de base da Raposa.

Esse passo foi dado após as investigações da Polícia Civil que apontaram diversas irregularidades no clube. Com a denúncia do MP, um juiz irá avaliar se dará continuidade ao processo criminal contra os citados.

A denúncia foi apresentada pela 11ª Promotoria de Justiça de Belo Horizonte que relatou crimes de lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsidade ideológica e formação de organização criminosa, gerando um prejuízo de R$ 6,5 milhões ao Cruzeiro.

Na elaboração da denúncia, o Ministério Público indica a condenação dos investigados, além deles terem de ressarcir a Raposa dos prejuízos materiais e morais coletivos.

Em nota, o MPMG não cita os nomes, mas o segundo o GE tem os três ex-diretores do Cruzeiro, mais os empresários Wagner Cruz, João Ramalho, Cristiano Richard, Christiano Polastri Araújo ( que também foi ex-presidente do Ipatinga), Fabrício Visacro (ex-assessor de futebol), e Ivo Gonçalves, pai de Estevão William, de 12 anos, o Messinho, que teve seus direitos cedidos para Cristiano Richard como forma de pagamento, o que é ilegal pela FIFA e legislação brasileira.


-Forma de angariar apoio à gestão e impedir/dificultar a atuação dos mecanismos de controle e concessão de ‘vantagens a terceiros, especialmente ligados a torcidas organizadas do clube, com o propósito de angariar apoio à gestão’; visando à identificação integral dos envolvidos, beneficiários finais e valores auferidos” - diz a nota do MPMG. Veja abaixo quais foram as denúncias.

-O ex-presidente Wagner Pires de Sá foi denunciado pelos crimes de falsidade ideológica, apropriação indébita e formação de organização criminosa;

-O ex-vice-presidente-executivo de futebol Itair Machado foi denunciado por lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsidade ideológica e formação de organização criminosa;

-O ex-diretor-geral Sérgio Nonato responderá por integrar organização criminosa e por apropriação indébita;

-Os três empresários são acusados de integrar organização criminosa e apropriação indébita, sendo que dois deles ainda responderão por lavagem de dinheiro;

-O pai de Messinho responderá pelo crime de falsidade ideológica;

-O ex-presidente do Ipatinga foi denunciado por lavagem de dinheiro;

-O ex-assessor de futebol do Cruzeiro por apropriação indébita.