Gonzalo Latorre

Latorre veio para o Cruzeiro na negociação da Raposa com o Defensor-URU para trazer Arrascaeta- Foto: Gabriel Duarte

Valinor Conteúdo
24/11/2018
16:27
Belo Horizonte

O Cruzeiro ainda sente as consequências de um mau negócio envolvendo o atacante uruguaio Diego Latorre, que veio do Defensor-URU na transação que originou a vinda de Arrascaeta para a Toca da Raposa.

Latorre, que nunca jogou pelo time celeste, acertou com o Atlético Progresso, time da Primeira Divisão do Uruguai. A equipe Uruguai anunciou pelo Twitter oficial do clube a contratação do atacante.

Na postagem, o Progresso diz que Latorre, de 22 anos, que ainda pertence ao Cruzeiro, se apresenta em janeiro, quando terminaria o vínculo do jogador com a Raposa

Segundo a assessoria do Cruzeiro, o clube não em conhecimento da transferência, pois a direção cruzeirense não foi procurada pelo clube ou pelo atacante.

Latorre chegou ao Cruzeiro em 2015, por cerca de R$ 12 milhões à época, como “contrapartida” para a transferência do meia Arrascaeta ao time mineiro. O contrato de Latorre se encerra no fim de 2019.

Diego Latorre recusou propostas de Remo e Fortaleza e passou a temporada de 2018 treinando na Toca da Raposa, em horário diferente do time profissional.
Outro indício do mau negócio é que a contratação de Latorre rendeu um processo contra o Cruzeiro na Fifa, por causa da dívida do time mineiro junto ao Atenas, clube que negociou os direitos econômicos do atleta, e juros pelo atraso no pagamento.