LANCE!
06/06/2021
20:38
São Paulo (SP)

O Corinthians conquistou sua primeira vitória no comando do clube ao bater o América-MG por 1 a 0, neste domingo, no Independência. O time teve bom desempenho defensivo e passou poucos sustos, não foi à toa, já que o treinador admitiu ter optado por acertar a equipe de trás para frente, a fim de dar mais confiança e buscar potencializar alguns jogadores.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Relembre o desempenho do Corinthians no Brasileirão por pontos corridos

Em entrevista coletiva após a partida em Belo Horizonte, o técnico corintiano analisou a vitória na segunda rodada do Brasileirão. Diante de um adversário forte em transições, a preferência foi por fortalecer o meio-campo e dar liberdade aos jogadores de lado de campo. Segundo Sylvinho, foi esse o planejamento traçado e a resposta foi altamente positiva, inclusive com algumas evoluções no setor de ataque, com entendimento entre as peças.

- Nós já esperávamos um jogo difícil, um adversário que já joga junto há um tempo, tem velocidade, transições. É um time que tem velocidade, transições, e um time que não é nada fácil no seu campo. Enfim, nós montamos uma situação para poder adquirir um pouco mais de confiança no nosso setor de meio-campo, melhorando alguns outros links pelo lado do campo. Enfim, era mais ou menos a estratégia que nós tínhamos para esse jogo e foi isso que nós propusemos a entrar em campo e fazer. Entendi que o time respondeu muito bem e melhor organizado e, como eu disse, na parte ofensiva muitos links começam a aparecer - destacou o comandante alvinegro.

Perguntado se havia optado por acertar o time a partir da defesa, Sylvinho admitiu que focou nesse ponto para enfrentar o Coelho. Diferentemente das outras duas partidas, a equipe esperou mais o adversário e não propôs o jogo, algo que acabou facilitando a organização durante os 90 minutos, aliando isso ao fato de ter trabalhado preventivamente lances que poderiam ser perigosos.

- O time ficou mais consistente, demos menos espaços entre linhas, as costas dos nossos meio-campistas e de cara para os nossos defensores bem colocado, tanto para atacara quanto para defender. A gente corrige muitas situações defensivas, fazemos treinamentos preventivos daquilo que o adversário pode nos causar problemas, assim tem sido feito e assim nos entendemos.

Dentro desse objetivo de dar mais sustentação defensiva e potencializar valores individuais está a escalação meio-campo com três volantes: Gabriel, Roni e Cantillo. Com dois atletas de mais "pegada", a intenção foi proteger a atuação do colombiano, que tem como ponto forte a qualidade do passe.

- Eu já estava tentando, a gente chega no clube e tenta, evidentemente, melhorar o sistema, diminuir as possibilidades que o adversário tenha para entrar na nossa área com facilidade e já no segundo jogo a gente tentou essa correção, não conseguimos e a gente fica buscando aqui estratégias, situações, jogadores, para poder cumprir. São três atletas de meio-campo, o Roni, o Gabriel, de boa taxa de trabalho de meio-campo, o Cantillo é um atleta com boa capacidade de passe, que nós queríamos e ele ficou bem protegido por esses dois atletas. Era isso que nós queríamos, deu boa sustentação ao sistema e o Cantillo conseguiu jogar mais protegido pelo meio-campo - concluiu.

A partir desta segunda-feira, o Corinthians de Sylvinho já começa a pensar no confronto de volta da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Atlético-GO, que acontece nesta quarta-feira, às 21h30, em Goiânia. No primeiro jogo, vitória dos goianos por 2 a 0. Dessa forma, o Timão precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para conseguir se classificar para as oitavas de final do torneio.

América MG x Corinthians
Sylvinho venceu a primeira (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)