Otero

Ajustes contratuais e assinaturas impedem o anúncio oficial, por enquanto (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Alexandre Guariglia
21/08/2020
06:00
São Paulo (SP)

Os torcedores do Corinthians estão ansiosos para o anúncio da contratação de Romulo Otero, que virá por empréstimo de um ano junto ao Atlético-MG. No entanto, apesar de a situação estar nos termos de "só falta assinar", ainda há detalhes importantes a serem discutidos antes da assinatura, o que, por ora, impede que o Timão anuncie o seu novo jogador para a temporada.


Desde a última quarta-feira em São Paulo, quando chegou para fazer exames médicos, o meia aguarda para colocar sua assinatura no contrato, inclusive postando fotos em suas redes sociais durante as atividades que tem feito nas últimas horas. A expectativa é de que nesta sexta-feira os trâmites possam ser concluídos em termos que sejam bons para ambas as partes.

O que pesa na negociação é definir o que será de Otero depois de encerrado o empréstimo ao Corinthians, já que seu contrato com o Galo termina em julho de 2021, juntamente com a cessão ao Timão. O Corinthians não terá custos nesta operação, ficando responsável apenas pelo pagamento dos salários, o que já é suficiente para os mineiros aceitarem essa condição.

Isso porque recentemente o jogador recebeu um significativo aumento em seus vencimentos, mas não estava nos planos da atual comissão técnica, ou seja, um salário alto para um atleta "parado", apenas onerando a folha salarial atleticana, que busca espaço para encaixar mais reforços pedidos pelo técnico Jorge Sampaoli. Assim, é interessante que algum clube "assuma" esse custo. 

No entanto, quando o jogador ficar livre no mercado, poderia assinar contrato com qualquer clube, não só o Corinthians. Dessa forma, os paulistas tentam amarrar uma negociação para que Otero assine o vínculo definitivo logo depois de encerrado o empréstimo, mas isso também depende de um acordo com o Atlético-MG, que não quer ficar sem uma compensação financeira nessa saída.

Por isso, a intenção é de que além da inclusão da cláusula para a assinatura de um contrato definitivo com o Timão ao término do empréstimo, seja definido um percentual que ficará com o Galo em caso de uma venda futura do venezuelano por seu novo clube. Atualmente 50% dos direitos do meia pertencem ao Atlético-MG e 50% ao Huachipato, do Chile, segundo o site "GE".

Aos 27 anos, Otero está no Atlético-MG desde 2016 e nesse período chegou a ser emprestado ao Al-Wehda, da Arábia Saudita, em 2019. Já na temporada 2020, atuou em sete jogos oficiais e marcou dois gols. Caso seja regularizado a tempo após o anúncio, o Corinthians pode ter a estreia de seu novo reforço já na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Fortaleza, às 21h30, na Arena.