Corinthians x Coritiba

Corinthians voltará aos treinamentos apenas no próximo sábado (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

LANCE!
20/08/2020
14:55
São Paulo (SP)

Após a vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba, na noite da última quarta-feira, o elenco do Corinthians "ganho" dois dias de folga: nesta quinta e nesta sexta-feira. Inicialmente o descanso seria apenas na sexta, mas diante da proximidade de mais uma "maratona" de jogos, a comissão técnica resolveu aproveitar a semana cheia para contribuir com a recuperação dos atletas.

Com o adiamento da partida contra o Fortaleza, que passou de sábado, às 19h, para quarta-feira, às 21h30, o Timão acabou ganhando uma semana até entrar em campo novamente. Algo que o técnico Tiago Nunes deseja há algum tempo para evitar que os jogadores tenham uma sobrecarga e se machuquem. Por isso fará mudanças na equipe e usará o período para recuperação do elenco.

- Fizemos seis jogos eliminatórios pelo Paulista, os seis jogos, qualquer um que tivéssemos empatado não teríamos chegado à final. Iniciamos o Brasileiro contra o Atlético fora e pegamos o Grêmio descansado. Teremos uma semana para pegar o Fortaleza e depois já iniciamos uma maratona. Vamos precisar muito do plantel, que todos estejam numa mesma batida, uma mesma sintonia. A equipe vai mudar bastante, porque precisamos cuidar da saúde dos jogadores, para que eles não se machuquem - disse o treinador corintiano em entrevista coletiva virtual na última terça-feira.

Sendo assim, o Corinthians terá quatro dias de treinamento antes de enfrentar o time cearense, em casa, na próxima quarta-feira, pela quinta rodada do Brasileirão, já que nesta quinta e nesta sexta os jogadores descansam. Depois da vitória sobre o Coritiba, o clube informou uma alteração na programação, que previa uma atividade nesta manhã no CT Joaquim Grava.

Desde que o Timão estreou nesta retomada do futebol, em 22 de julho, diante do Palmeiras, foram nove partidas em 28 dias, aproximadamente um jogo a cada três dias em menos de um mês. Essa maratona foi apenas uma prévia do que deve ocorrer nos próximos meses para que o calendário brasileiro possa ser 100% cumprido após a paralisação por conta da pandemia de Covid-19.