Cássio e Matheus Donelli - treino do Corinthians

Cássio, de 34 anos, é o titular da meta corintiana; já Donelli, de 18, é o 1º reserva (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Fábio Lázaro
20/12/2021
07:00
São Paulo (SP)

Com o fim do ano de 2021, o LANCE! nesta semana, diariamente, irá trazer a retrospectiva do Corinthians, relembrando o desempenho do plantel da equipe alvinegra em todas as posições. E, é claro, que iniciaremos com as primeiras peças de todos os clubes: os goleiros.

Esse ano foi o nono de Cássio no Timão. Ídolo do clube, o arqueiro seguiu como titular e intocável na meta corintiana, o que culiminou na saída de Walter ao Cuiabá por empréstimo até o fim do contrato do atleta, que se estigmatizou no Parque São Jorge como eterno reserva do camisa 12. 

No entanto, a saída de Walter abriu espaço para ascenção do garoto Matheus Donelli, que fez a sua estreia como profissional, pelo Corinthians, além da aposta do clube na contratação do jovem Carlos Miguel, de 2,04 metros, vindo do Internacional. 

No fim da temporada, Caíque França, prata da casa, que estava no Timão há 18 anos, se despediu definitivamente no clube. 

CÁSSIO 

Ainda que ídolo da Fiel Torcida, Cássio teve nova temporada com questionamentos, devido a falhas. Capitão corintiano, ele foi o último jogador do clube a conceder entrevista coletiva em 2021, no último dia 8 de dezembro, véspera do duelo contra o Juventude, que encerrou a participação do Corinthians no Brasileirão, admitiu que errou em alguns jogos, mas viu algumas críticas como excessiva. 

- Concordo que alguns gols eu poderia ter defendido. Mas é engraçado, o cara não pode acertar um belo chute, nos outros pode e é um golaço, mas no Cássio, é falha. Muitas pessoas da imprensa não têm coerência. Quando o Cássio erra... sobre mim, é lógico que pode se falar de gols que tomei, o ano é longo, vão falar de gols que eu poderia ter defendido, mas também tem que ser coerente, no Brasileiro estamos entre as melhores defesas, sou o segundo goleiro que mais defendeu bolas no Brasileiro - disse o goleiro na ocasião, que ainda negou estar fora de forma. 

- Às vezes é um detalhezinho que faz a diferença em defender ou tomar o gol. Todo mundo tem direito de falar e imaginar, mas o fato de eu estar fora de forma... você pode me cobrar por achar que eu tomei gol, mas por dedicação, dia a dia, empenho a esse clube, aí é outro assunto - se defendeu Cássio. 

Neste ano, o camisa 12 atingiu uma marca especial, a de 500 jogos pelo Corinthians. O feito aconteceu em 2021, mas em partida válida pelo Brasileirão de 2020, no dia 28 de janeiro. Durante a temporada, Cássio, atualmente com  564 jogos pelo Timão, ultrapassou Olavo, Cláudio e Vaguinho, chegando a sexta colocação na lista de atletas com mais jogos pelo clube do Parque Sâo Jorge. Em relação aos goleiros, o jogador só ficar atrás de Ronaldo, que tem 602 partidas disputadas com a camisa corintiana. 

Cássio tem contrato com o Corinthians até o dia 31 de dezembro de 2022, mas já tem negociações avançadas com a diretoria para a extensão do vínculo para mais duas temporadas. 

Atualmente aos 34 anos, o atleta deseja atuar até os 40, mas não necessariamente no clube do Parque São Jorge. 

Jogos pelo Corinthians na temporada 2021: 58
Jogos pelo Corinthians: 564
Gols sofridos pelo Corinthians em 2021: 53
Gols sofridos pelo Corinthians: 468

WALTER

Depois de oito temporadas como reserva de Cássio no Corinthians, Walter resolver respirar novos ares no início deste ano. 

O último jogo do atleta com a camisa alvinegra foi no dia 27 de dezembro de 2020, contra o Botafogo, pelo Brasileirão do ano passado. O profissional permaneceu no clube do Parque São Jorge até fevereiro de 2021, disputando a temporada de 2020, que estendeu o ano seguinte por conta da pandemia do novo coronavírus, mas não seguiu no Timão para a temporada válida pelo ano atual. 

Com contrato até o dia 31 de dezembro, o atleta foi emprestado ao Cuiabá, onde disputou o último Campeonato Brasileiro e já assinou pré-contrato para defender o Dourado até o fim de 2023. 

Jogos pelo Corinthians na temporada 2021: 0
Jogos pelo Corinthians: 
Gols sofridos pelo Corinthians em 2021: 91
Gols sofridos pelo Corinthians: 73

MATHEUS DONELLI 

A saída de Walter do Corinthians, abriu espaço para o garoto Matheus Donelli se transformar em primeiro substituto de Cássio. O garoto de 18 anos, e que está no Timão desde o sub-15, fez a sua estreia como profissional no dia 3 de março, justamente em um clássico contra o Palmeiras, na Neo Química Arena, pela segunda rodada do Paulistão, confronto que terminou empatado em 2 a 2. 

Na ocasião, o elenco do Corinthians passou por um surto de Covid-19, que atingiu Cássio, e fez com que Matheus atuasse em dois jogos consecutivos pelo Estadual - além do Dérbi, o arqueiro também foi titular contra a Ponte Preta, na partida seguinte. 

Donelli também fez a sua estreia internacional, entrando no segundo tempo da goleada corintiana por 4 a 0 sobre o River Plate, do Paraguai, na penúltima rodada da fase de grupos da Sul-Americana, após o titular da meta sentir um problema físico na etapa inicial. 

No Brasileirão, a cria do terrão ainda pôde disputar um jogo, o seu primeiro com público, na vitória do TImão por 1 a 0 sobre a Chapecoense, pela 29ª rodada, em Itaquera, justamente a volta do público total a Neo Química Arena. 

Jogos pelo Corinthians na temporada 2021: 5
Jogos pelo Corinthians: 5
Gols sofridos pelo Corinthians em 2021: 4
Gols sofridos pelo Corinthians: 4

CARLOS MIGUEL

Goleiro mais alto do Brasil, Carlos Miguel foi contratado pelo Corinthians no segundo semestre. Revelado pelo Internacional e no clube gaúcho de 2018, o arqueiro se transferiu para o Timão após encerrar o seu vínculo com o Colorado. Antes, chegou a ser emprestado para o Santa Cruz e o Boa Esporte Clube. 

Carlos foi relacionado pelo técnico Sylvinho em quatro oportunidades, mas não chegou a ter oportunidades em campo até o momento. 

Jogos pelo Corinthians na temporada 2021: 0
Jogos pelo Corinthians: 0
Gols sofridos pelo Corinthians em 2021: 0
Gols sofridos pelo Corinthians: 0

CAÍQUE FRANÇA

Depois de uma temporada emprestado ao Oeste, Caíque França voltou ao Timão em fevereiro. Com a saída de Walter ao Cuiabá, existia a expectativa que o atleta, que estava há 18 anos no clube do Parque São Jorge, se tornasse o reserva imediato de Cássio, mas tanto por Vagner Mancini, no início da temporda, quanto para Sylvinho no fim, o garoto foi preterido por outra prata da casa, Matheus Donelli. 

Em fim de contrato, Caíque comunicou, através das suas redes sociais, que não permanecerá no Timão em 2022