Fagner e Mosquito - Treino Corinthians

Fagner e Mosquito formam o lado direito do Corinthians com Sylvinho (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

LANCE!
12/07/2021
08:00
São Paulo (SP)

Um dos principais expoentes ofensivos do Corinthians nos últimos anos, o lateral-direito Fagner tem atuado mais defensivamente desde a chegada do técnico Sylvinho ao clube.

De acordo com o treinador, o estilo de jogo com o camisa 23 subindo menos ao ataque é justificada pela boa fase do atacante Gustavo Mosquito, que tem atuado aberto pelo lado direito, como um ponta.

>> Baixe o novo app de resultados do LANCE!
>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Responsável pelas principais construções ofensivas do Corinthians desde a chegada do novo comandante, o camisa 19 é o líder de assistências do clube no Brasileirão e tem apoiado com qualidade pelo lado destro do campo.

– O Gustavo (Mosquito), concluímos com ele que a melhor posição é pela direita, é um jogador muito agudo, com força e dado muito resultado, muitos cruzamentos, penúltimo passe, ele não necessita muitas vezes da passagem do Fagner. Muitas vezes vimos o Fagner chegar e cruzar, mas o Gustavo (Mosquito) estando ali não há necessidade do Fagner estar. Ele tem que construir para o Gustavo (Mosquito) – disse o treinador em entrevista coletiva virtual, após o revés por 1 a 0 para o Fortaleza, no estádio Castelão, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, no último domingo (11).

No entanto, Sylvinho destacou a qualidade defensiva do seu lateral-direito, alertando, inclusive, que essa característica ajudou a ser convocado pela Seleção Brasileira para a disputa da Copa do Mundo na Rússia, em 2018.

– Fagner vai para uma Copa do Mundo porque aprendeu a defender linha de quatro, isso aí quem disse foi atleta. Fortíssimo, completo, tiramos dele oque quisermos: passe defensivo, construção de jogo parte ofensiva, último passe. Ele é um dos melhores laterais brasileiros, tenho certeza que estou falando, estou muito feliz com as atuações dele, e pode melhorar, não só ele como o time.

Com isso, o técnico do Corinthians salienta que as suas decisões é focada na evolução do time como um todo.

– Penso no time num todo, e o Gustavo tem nos ajudado muito, e essa é a razão, se o Gustavo jogasse mais pelo lado esquerdo abriria, talvez, corredor aqui, e o Gustavo se sente muito bem. Pode ser que eu fazendo isso ganhe um pouco mais de Fagner, mas perca um pouco de Gustavo, e eu quero ganhar os dois.