Paulinho e Du Queiroz - Corinthians

Paulinho em ação pelo Corinthians no Paulistão (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)

Rafael Marson
03/05/2022
07:00
São Paulo (SP)

O Corinthians recebeu uma dura notícia na tarde de segunda-feira com a confirmação do rompimento do ligamento cruzado anterior no joelho esquerdo de Paulinho. O jogador sentiu a lesão ainda no primeiro tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza e deverá perder o restante da temporada.

> GALERIA - Fotos da nova camisa do Corinthians, que faz homenagem a 2012

A lesão vem no pior momento possível, já que o clube vai enfrentar uma maratona de jogos decisivos em maio e o camisa 15 era peça importante no rodízio de Vítor Pereira.

Ao lado de Du Queiroz, Paulinho é o meia do Timão que mais vezes jogou na temporada, tendo participado de 19 partidas. Ele também é o vice-artilheiro da equipe, com quatro gols marcados.

A lesão do jogador tão identificado com a Fiel é apenas mais um obstáculo que o Corinthians precisará superar para obter sucesso na temporada.

A 'maré de azar' começou no dia 19 de abril, um dia antes do elenco embarcar para Londrina, onde enfrentaria a Portuguesa-RJ no jogo de ida da terceira da Copa do Brasil. Naquela terça-feira, o clube informou que Cantillo estava gripado e não viajaria com a delegação.

Na sexta-feira daquela mesma semana, o Corinthians iniciou a campanha do apagão nas redes sociais para combater a violência no futebol e fake news.

> TABELA - Confira a tabela e simule os jogos do Timão na Libertadores

Sem informações oficiais antes e depois da derrota para o Palmeiras no Dérbi, por 3 a 0, a torcida só ficou sabendo que Cássio, Willian, Paulinho e Róger Guedes tiveram sintomas gripais por meio de coletiva pelo presidente Duílio Monteiro Alves.

Vítor Pereira falaria antes do mandatário no CT Joaquim Grava, mas o português testou positivo para Covid-19 e não pôde ficar no banco durante a vitória por 2 a 0 contra o Boca Juniors pela Libertadores.

Mesmo recuperado, o treinador lusitano corre risco de não estar à beira do gramado contra o Deportivo Cali nesta quarta-feira (4). Ele não viajou com a delegação corintiana para a Colômbia devido ao protocolo da Conmebol, que prevê a liberação a partir do 11º dia após o teste positivo para COVID-19.

Ainda na coletiva após a vitória por 1 a 0 contra o Fortaleza pelo Brasileirão, Vítor confirmou que Gustavo Mosquito vem lidando com uma tendinite crônica e, segundo o técnico, vem limitando a velocidade e explosão do atleta.

- O Gustavo anda com uma tendinite crônica. Ele é um jogador rápido e quando se sente uma picada no tendão, quando é no musculo que promove as arrancadas fortes, isso é uma coisa que o condiciona. Ele teve esse azar, inflamou o tendão e esta tratando. Eu nunca mais vi o Gustavo atingir a velocidade que atingia antes de chegarmos. Agora ele esta com essa limitação que não permite aceleramento máximo. Ele teve azar. Estamos tentando controlar esse problema - esclareceu o português durante a coletiva.

Não poder contar com um jogador da qualidade técnica e as virtudes de líder que Paulinho possui serão irreparáveis. O grupo e a comissão técnica vão demorar para assimilar a perda de uma peça tão importante como o camisa 15. Contudo, esse não é o primeiro obstáculo na temporada do Corinthians, e o clube vem conseguindo superar as adversidades em meio ao frenético calendário brasileiro.